Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

  Ctrl + 1 (menu)   Ctrl + 2 (conteúdo)   Ctrl+ 3 (busca)   Ctrl + 4 (mapa)   Ctrl + 0 (acessibilidade)
  Fonte Maior   Fonte Maior   Fonte Padrão
  Contraste
menu
×
Institucional

Segurança e eficiência das Vacinas


O Município informa que todas as informações so bre a segurança, eficácia, potenciais riscos e benefícios de cada uma das vacinas contra a COVID-19 são fornecidas pelo Programa Nacional de Imunizações através do Ministério da Saúde, estamos disponibilizando as bulas das vacinas. Outras informações devem ser solicitadas diretamente para os laboratórios fabricantes.

ComirnatyTM
vacina covid-19
I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
Nome comercial: ComirnatyTM
Nome genérico: vacina covid-19
APRESENTAÇÕES
Cada frasco de ComirnatyTM contém 225 µg em 0,45 mL de suspensão injetável (6 doses/frasco) em embalagens
com 195 frascos.
VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO INTRAMUSCULAR
USO ADULTO E PEDIÁTRICO (A PARTIR DE 12 ANOS DE IDADE)
COMPOSIÇÃO
Cada dose da vacina diluída (0,3 mL) contém:
vacina covid-19*...............................................................................................................................................30 µg
Excipientes**..................................................................................................................................................... q.s.p.
*ComirnatyTM é composto de RNA mensageiro (mRNA) de cadeia simples com estrutura 5-cap altamente
purificado, produzido usando transcrição in vitro sem células a partir dos modelos de DNA correspondentes,
codificando a proteína S (spike) do coronavírus 2 vírus da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2).
**Excipientes: di-hexildecanoato de di-hexilaminobutanol, ditetradecilmetoxipolietilenoglicolacetamida,
levoalfafosfatidilcolina distearoila, colesterol, sacarose, cloreto de sódio, cloreto de potássio, fosfato de sódio
dibásico di-hidratado, fosfato de potássio monobásico, água para injetáveis.
LL-PLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VP 2
01/Jul/2021
II - INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
ComirnatyTM é uma vacina para prevenir a doença COVID-19 provocada pelo vírus SARS-CoV-2 em indivíduos
com idade igual ou superior a 12 anos.
2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
A vacina faz com que o sistema imune (as defesas naturais do organismo) produza anticorpos e células de defesa
que atuam contra o vírus SARS-CoV-2, possibilitando assim a proteção contra a doença COVID-19.
Uma vez que a ComirnatyTM possui apenas uma parte sintética do material genético do vírus, e não o vírus em si,
ela não provoca a doença COVID-19 em quem a recebe.
3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
ComirnatyTM não deve ser administrada em pessoas que tenham apresentado reação alérgica (hipersensibilidade)
aos componentes dessa vacina. Os componentes de ComirnatyTM estão listados no item “Composição” desta bula.
4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Converse com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro antes de ser administrada a vacina se você:  alguma vez teve uma reação alérgica grave ou problemas respiratórios após qualquer outra injeção de vacina
ou após você ter recebido ComirnatyTM no passado.  está se sentindo nervoso com o processo de vacinação ou já desmaiou após qualquer aplicação de injeção.  se nesse momento está com doença aguda, ou infecção com febre alta. No entanto, você pode ser vacinado
se estiver apresentando febre baixa ou quadro leve de infecção.  se tiver problemas de hemorragia ou coagulação, machuca-se com facilidade ou utilizar um medicamento
para prevenir a formação de coágulos sanguíneos, ou qualquer tratamento para afinar o sangue.  tem um sistema imunológico enfraquecido, ou é um imunossuprimido, seja por uma doença ou por estar
fazendo uso de algum medicamento para o tratamento de alguma doença.  está grávida ou amamentando.
Assim como acontece com qualquer vacina, o esquema de vacinação de 2 doses de ComirnatyTM pode não proteger
totalmente todos os indivíduos que a recebem. Não se sabe quanto tempo dura a proteção gerada pela vacina em
quem a recebe.
Crianças e adolescentes
Não se recomenda a sua utilização em crianças com idade inferior a 12 anos.
Interações medicamentosas
Essa vacina não foi avaliada para uso concomitante, ou seja, no mesmo dia ou junto com outra vacina.
Gravidez e amamentação
Se você está grávida ou amamentando, acredita que pode estar grávida ou está planejando ter um bebê, consulte o
seu médico ou farmacêutico antes de receber esta vacina.
Esta vacina não deve ser usada por mulheres grávidas, ou que estejam amamentando, sem orientação
médica.
Dirigir veículos e utilizar máquinas
Alguns dos efeitos da vacinação mencionados na questão 8. Quais os males que este medicamento pode causar?
podem afetar temporariamente a sua capacidade de dirigir ou utilizar máquinas. Aguarde até que estes efeitos
tenham desaparecido antes de dirigir ou utilizar máquinas.
ComirnatyTM é essencialmente livre de potássio e sódio
Esta vacina contém menos de 1 mmol de potássio (39 mg) por dose, ou seja, é essencialmente "livre de potássio".
Esta vacina contém menos de 1 mmol de sódio (23 mg) por dose, ou seja, é essencialmente "livre de sódio".
Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de
Diabetes. 
LL-PLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VP 3
01/Jul/2021
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.
5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
A seguinte informação sobre o armazenamento, o prazo de validade e a utilização e manuseio destina-se aos
profissionais de saúde.
Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso no cartucho e no rótulo após VAL. O prazo de
validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Conservar no congelador a uma temperatura entre -90 °C e -60 °C.
Conservar na embalagem original para proteger da luz.
Durante a conservação, minimizar a exposição à luz ambiente e evitar a exposição à luz solar direta e à luz
ultravioleta.
Os frascos descongelados podem ser manuseados em condições de luz ambiente.
Quando estiver pronto para descongelar ou usar a vacina:  As bandejas com tampas abertas contendo os frascos, ou as bandejas contendo menos de 195 frascos,
quando retiradas do compartimento de congelamento (< -60 °C) podem permanecer à temperatura ambiente
(< 25 °C) por até 3 minutos para retirada dos frascos ou para a transferência entre ambientes de temperatura
ultrabaixa.  Uma vez retirado da bandeja, o frasco deve ser descongelado para utilização.  Após exposição à temperatura ambiente, quando as bandejas de frascos retornarem ao compartimento de
congelamento, elas devem permanecer no compartimento de congelamento durante, pelo menos, 2 horas
antes de serem removidas novamente.
Para condições de conservação após descongelamento e diluição do medicamento, vide subitem Prazo de validade.
Prazo de validade
Frasco fechado
6 meses a temperatura entre -90 °C e -60 °C.
Alternativamente, os frascos fechados podem ser armazenados e transportados entre -25 °C a -15 °C por um
período único de até 2 semanas e podem retornar a -90 °C a -60 °C.
Uma vez retirada do congelador, a vacina fechada pode ser armazenada por até 1 mês entre 2 °C e 8 °C. Dentro
do prazo de validade de 1 mês a 2 °C a 8 °C, até 12 horas podem ser usadas para o transporte. Antes do uso, a
vacina fechada pode ser armazenada por até 2 horas a temperatura até 30 °C.
Uma vez descongelada, a vacina não deve ser congelada novamente.
Tratamento de variações de temperatura, uma vez removido do congelador
Os dados de estabilidade indicam que o frasco fechado é estável por até:  24 horas quando armazenado em temperaturas de -3 °C a 2 °C.  um total de 4 horas quando armazenado em temperaturas de 8 °C a 30 °C; isto inclui as 2 horas a temperatura
até 30 °C como detalhado acima.
Essas informações têm como objetivo orientar os profissionais de saúde apenas em caso de variação temporária
de temperatura.
Transferência entre ambientes de temperatura ultrabaixa  As bandejas de frascos com tampa fechada, contendo 195 frascos, quando removidas do compartimento
de congelamento (<-60 °C) podem permanecer em temperatura ambiente (<25 °C) por até 5 minutos para
transferência entre ambientes de temperatura ultrabaixa. 
LL-PLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VP 4
01/Jul/2021
 Após exposição à temperatura ambiente, quando as bandejas de frascos retornarem ao compartimento de
congelamento, elas devem permanecer no compartimento de congelamento durante, pelo menos, 2 horas
antes de serem removidas novamente.
Transferência de frascos congelados armazenados entre -25 °C a -15 °C  As bandejas de frascos com tampa fechada, contendo 195 frascos, quando removidas do compartimento
de congelamento (-25 °C a -15 °C) podem permanecer em temperatura de até 25 °C por até 3 minutos.  As bandejas de frascos com tampa aberta ou bandejas de frascos contendo menos de 195 frascos,
removidos do compartimento de congelamento (-25 °C a -15 °C), podem permanecer em temperatura de
até 25 °C por até 1 minuto.
Uma vez que o frasco é removido da bandeja de frascos, ele deve ser descongelado para uso.
Medicamento diluído
A estabilidade química e física, incluindo durante o transporte, foi demonstrada durante 6 horas a uma temperatura
entre 2 ºC e 30 ºC após diluição em solução injetável de cloreto de sódio 9 mg/mL (0,9%). Do ponto de vista
microbiológico, a vacina deve ser utilizada imediatamente. O produto diluído não utilizado no período de 6 horas
deverá ser descartado.
Número do lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe
alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
Características do produto: dispersão congelada branca a esbranquiçada.
6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Após a diluição, uma dose da vacina ComirnatyTM, equivalente a 0,3 mL é administrada como injeção no músculo
da parte superior do braço.
Para que o esquema vacinal fique completo, você deve receber duas doses da vacina ComirnatyTM, com um
intervalo recomendado de 21 dias (3 semanas) entre a primeira e a segunda dose.
Você pode não estar protegido até pelo menos 7 dias após a segunda dose da vacina.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização de ComirnatyTM, pergunte ao seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.
8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Como todas as vacinas, a ComirnatyTM pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestam em todas
as pessoas.
Reações muito comuns (ocorrem em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): dor e inchaço no
local de injeção, cansaço, dor de cabeça, diarreia, dor muscular, dor nas articulações, calafrios e febre.
Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): vermelhidão no
local de injeção, náusea e vômito.
Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): aumento dos
gânglios linfáticos (ou ínguas), reações de hipersensibilidade [por exemplo, erupção cutânea (lesão na pele),
prurido (coceira), urticária (alergia da pele com forte coceira), angioedema (inchaço das partes mais profundas da
pele ou da mucosa)], diminuição de apetite, dor nos membros (braço), insônia, letargia (cansaço e lentidão de 
LL-PLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VP 5
01/Jul/2021
reações e reflexos), hiperidrose (suor excessivo), suor noturno, astenia (fraqueza, cansaço físico intenso), sensação
de mal estar e prurido no local de injeção.
Reação rara (ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes): paralisa facial aguda.
Desconhecida (não pode ser estimado a partir dos dados disponíveis): reação alérgica grave (anafilaxia).
Comunicação dos efeitos adversos
Se tiver quaisquer efeitos adversos, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro. Estes incluem quaisquer
efeitos adversos possíveis não mencionados nesta bula. Ao comunicar os efeitos adversos pode ajudar a fornecer
mais informações sobre a segurança deste medicamento.
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança
aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer reações adversas imprevisíveis ou
desconhecidas. Nesse caso, informe seu médico.
9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE
MEDICAMENTO?
Em caso de sobredosagem, é recomendado que seu médico monitore seus os sinais vitais e trate os eventuais
sintomas, se possível.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a
embalagem ou bula do medicamento se possível. Ligue para 0800-722-6001 se você precisar de mais
orientações. 
LL-PLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VP 6
01/Jul/2021

ComirnatyTM vacina covid-19 I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: ComirnatyTM Nome genérico: vacina covid-19 APRESENTAÇÕES Cada frasco de ComirnatyTM contém 225 µg em 0,45 mL de suspensão injetável (6 doses/frasco) em embalagens com 195 frascos. VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO INTRAMUSCULAR USO ADULTO E PEDIÁTRICO (A PARTIR DE 12 ANOS DE IDADE) COMPOSIÇÃO Cada dose da vacina diluída (0,3 mL) contém: vacina covid-19*...............................................................................................................................................30 µg Excipientes**..................................................................................................................................................... q.s.p. *ComirnatyTM é composto de RNA mensageiro (mRNA) de cadeia simples com estrutura 5-cap altamente purificado, produzido usando transcrição in vitro sem células a partir dos modelos de DNA correspondentes, codificando a proteína S (spike) do coronavírus 2 vírus da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2). **Excipientes: di-hexildecanoato de di-hexilaminobutanol, ditetradecilmetoxipolietilenoglicolacetamida, levoalfafosfatidilcolina distearoila, colesterol, sacarose, cloreto de sódio, cloreto de potássio, fosfato de sódio dibásico di-hidratado, fosfato de potássio monobásico, água para injetáveis. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 2 01/Jul/2021 II - INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE 1. INDICAÇÕES ComirnatyTM é indicado para a imunização ativa para prevenir a doença COVID-19 causada pelo vírus SARSCoV-2 em indivíduos com idade igual ou superior a 12 anos. A utilização desta vacina deve seguir as recomendações oficiais. 2. RESULTADOS DE EFICÁCIA Eficácia O Estudo 2 é um estudo de Fase 1/2/3 multicêntrico, multinacional, randomizado, controlado por placebo, com ocultação do observador, para seleção de vacina-candidata, e determinação da dose e eficácia com participantes de idade igual ou superior a 12 anos. A randomização foi estratificada por idade: 12 a 15 anos de idade, 16 a 55 anos de idade, ou idade igual ou superior a 56 anos, com um mínimo de 40% dos participantes no estrato ≥ 56 anos. O estudo excluiu participantes imunocomprometidos e que tinham diagnóstico clínico ou microbiológico prévio da COVID-19. Foram incluídos participantes com doença pré-existente estável, definida como doença que não necessitou de alteração significativa no tratamento ou hospitalização por agravamento da doença durante as 6 semanas anteriores à inclusão, bem como participantes com infeção estável conhecida, como o vírus da imunodeficiência humana (HIV), vírus da hepatite C (HCV) ou vírus da hepatite B (HBV). Eficácia em participantes com idade igual ou superior a 16 anos Na Fase 2/3 do Estudo 2, com base em dados acumulados até 14 de novembro de 2020, foram randomizados igualmente aproximadamente 44.000 participantes com idade igual ou superior a 12 anos para receber 2 doses da vacina de mRNA contra COVID-19 ou placebo, com um intervalo de 21 dias. As análises de eficácia incluíram participantes que tinham recebido a segunda dose no prazo de 19 a 42 dias após a primeira administração. A maioria (93,1%) dos participantes que receberam a vacina recebeu a segunda dose 19 dias a 23 dias após a Dose 1. Está previsto o acompanhamento dos participantes até 24 meses após a Dose 2, para avaliações de segurança e eficácia contra a COVID-19. No estudo clínico, os participantes tinham de cumprir um intervalo mínimo de 14 dias antes e depois da administração de uma vacina contra a gripe, para poderem receber a vacina de mRNA contra COVID-19 ou placebo. No estudo clínico, os participantes tinham de cumprir até o final do estudo, um intervalo mínimo de 60 dias antes ou depois de receberem produtos sanguíneos/plasmáticos ou imunoglobulinas para poderem receber a vacina de mRNA contra COVID-19 ou placebo. A população para a análise do desfecho primário de eficácia incluiu 36.621 participantes com idade igual ou superior a 12 anos (18.242 no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e 18.379 no grupo de placebo), sem evidência de infeção prévia pelo vírus SARS-CoV-2 até 7 dias após a segunda dose. Além disso, 134 participantes tinham entre 16 e 17 anos de idade (66 no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e 68 no grupo de placebo) e 1.616 participantes tinham 75 anos de idade ou mais (804 no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e 812 no grupo de placebo). A Tabela 1 apresenta as características demográficas específicas da população estudada. Tabela 1. Demografia (População para o Desfecho Primário de Eficácia)a ComirnatyTM (N=18.242) n (%) Placebo (N=18.379) n (%) Sexo Masculino 9318 (51,1) 9225 (50,2) Feminino 8924 (48,9) 9154 (49,8) Idade (anos) Média (DP) 50,6 (15,70) 50,4 (15,81) Mediana 52,0 52,0 Mín., máx. (12, 89) (12, 91) Grupo etário 12 a 15 anos 46 (0,3) 42 (0,2) 16 a 17 anos 66 (0,4) 68 (0,4) 16 a 64 anos 14 216 (77,9) 14 299 (77,8) 65 a 74 anos 3176 (17,4) 3226 (17,6) ≥75 anos 804 (4,4) 812 (4,4) Raça LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 3 01/Jul/2021 Branco 15.110 (82,8) 15.301 (83,3) Negro ou Afro-Americano 1617 (8,9) 1617 (8,8) Índio Americano ou Nativo do Alasca 118 (0,6) 106 (0,6) Asiático 815 (4,5) 810 (4,4) Havaiano Nativo ou outra Ilha do Pacífico 48 (0,3) 29 (0,2) Outrosb 534 (2,9) 516 (2,8) Etnia Hispânico ou Latino 4886 (26,8) 4857 (26,4) Não Hispânico ou Latino 13.253 (72,7) 13.412 (73,0) Não reportado 103 (0,6) 110 (0,6) Comorbidadesc Sim 8432 (46,2) 8450 (46,0) Não 9810 (53,8) 9929 (54,0) a. Todos os participantes randomizados elegíveis que recebem todas as vacinas como randomizadas dentro da janela predefinida, não têm outros desvios importantes do protocolo, conforme determinado pelo médico, e não têm evidência de infecção por SARS-CoV- 2 antes dos 7 dias após a Dose 2. b. Inclui multirraciais e não reportados. c. Número de participantes que têm 1 ou mais co-morbidades que aumentam o risco de COVID-19 grave.  Doença pulmonar crônica (por exemplo, enfisema e bronquite crônica, fibrose pulmonar idiopática e fibrose cística) ou asma moderada a grave.  Doença cardíaca significativa (por exemplo, insuficiência cardíaca, doença arterial coronariana, doença cardíaca congênita, cardiomiopatias e hipertensão pulmonar).  Obesidade (índice de massa corporal ≥30 kg/m2 ).  Diabetes (Tipo 1, Tipo 2 ou gestacional).  Doença hepática.  Infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) (não incluída na avaliação da eficácia). No momento da análise primária de eficácia, os participantes tinham sido acompanhados para COVID-19 sintomática em pelo menos 2.214 pessoa-anos no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e em pelo menos 2.222 pessoa-anos no grupo de placebo. Não houve diferenças clínicas significativas na eficácia global da vacina em participantes com risco de COVID19 grave, incluindo aqueles com 1 ou mais comorbidades que aumentem o risco de COVID-19 grave (ex., asma, índice de massa corporal (IMC) ≥ 30 kg/m2 , doença pulmonar crônica, diabetes mellitus, hipertensão arterial). As informações sobre a eficácia da vacina estão apresentadas na Tabela 2. Tabela 2: Eficácia da vacina – Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por subgrupo etário – participantes sem evidência de infeção e participantes com ou sem evidência de infecção no período antes de 7 dias após a Dose 2 – população com eficácia avaliável (7 dias) Primeira ocorrência de COVID-19 no período de 7 dias após a Dose 2 em participantes sem evidência de infeção prévia pelo vírus SARS-CoV-2* Subgrupo ComirnatyTM Na = 18.198 casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na = 18.325 casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da vacina % (95% IC)g Todos os participantes 8 2,214 (17.411) 162 2,222 (17.511) 95,0 (90,3; 97,6) 16 a 64 anos 7 1,706 (13.549) 143 1,710 (13.618) 95,1 (89,6; 98,1) ≥65 anos 1 0,508 (3.848) 19 0,511 (3.880) 94,7 (66,7; 99,9) 65 a 74 anos 1 0,406 (3.074) 14 0,406 (3.095) 92,9 (53,1; 99,8) ≥75 anos 0 0,102 (774) 5 0,106 (785) 100,0 (-13,1, 100,0) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 4 01/Jul/2021 Primeira ocorrência de COVID-19 no período de 7 dias após a Dose 2 em participantes com ou sem* evidência de infecção prévia pelo vírus SARS-CoV-2 Subgrupo ComirnatyTM Na=19.965 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=20.172 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (95% IC) Todos os participantese 9 2,332 (18.559) 169 2,345 (18.708) 94,6 (89,9, 97,3)f 16 a 64 anos 8 1,802 (14.501) 150 1,814 (14.627) 94,6 (89,1, 97,7)h ≥65 anos 3 0,530 (4044) 19 0,532 (4067) 94,7 (66,8, 99,9)h 65 a 74 anos 1 0,424 (3239) 14 0,423 (3255) 92,9 (53,2, 99,8)h ≥75 anos 0 0,106 (805) 5 0,109 (812) 100,0 (-12,1, 100,0)h Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). Abreviações: NAAT = teste de amplificação de ácido nucleico; SARS-CoV-2 = coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave; EV = eficácia da vacina. * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de indivíduos sob risco para o desfecho de avaliação. e. Não foram identificados casos confirmados nos adolescentes com 12 a 15 anos de idade. f. O intervalo de credibilidade bilateral para a eficácia da vacina (EV) foi calculado utilizando um modelo betabinomial com um beta (0,700102, 1) anterior para θ=r(1-EV)/(1+r(1-EV)), em que r é a relação entre o tempo de vigilância no grupo da vacina ativa e o do grupo placebo g. O intervalo de confiança (IC) para a EV é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. IC não ajustado para multiplicidade. h. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a EV é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. A análise do subgrupo da eficácia da vacina incluindo características demográficas é apresentada na Tabela 3. Tabela 3. Análise do Subgrupo da Eficácia da Vacina - Participantes Sem Evidência de Infecção* Antes dos 7 Dias Após a Dose 2 - População de Eficácia Avaliável Subgrupo ComirnatyTM Na=18.198 Placebo Na=18.325 Eficácia da Vacina % (95 IC %) Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Sexo Feminino 5 1,090 (8536) 81 1,114 (8749) 93,7 (84,7, 98,0) Masculino 3 1, 124 (8875) 81 1,108 (8762) 96,4 (88,9, 99,3) Etnia LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 5 01/Jul/2021 Hispânico ou Latino 3 0,605 (4764) 53 0,600 (4746) 94,4 (82,7, 98,9) Não Hispânico ou Latino 5 1,596 (12 548) 109 1,608 (12.661) 95,4 (88,9, 98,5) Raça Negro ou AfroAmericano 0 0,165 (1502) 7 0,164 (1486) 100,0 (31,2, 100,0) Branco 7 1,889 (14 504) 146 1,903 (14 670) 95,2 (89,8, 98,1) Todos os outrosf 1 0,160 (1405) 9 0,155 (1355) 89,3 (22,6, 99,8) * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para o número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) para a eficácia da vacina é determinado com base no método Clopper e Pearson ajustado ao tempo de vigilância. f. Todos os outros = Índio Americano ou Nativo do Alasca, Asiático, Nativo Havaiano ou outro habitante da Ilha do Pacífico, multirraciais e categorias raciais não reportadas. As análises de eficácia atualizadas foram realizadas com casos adicionais de COVID-19 confirmados acumulados durante o acompanhamento cego controlado por placebo até 13 de março de 2021, representando até 6 meses de acompanhamento após a Dose 2 para participantes na população de eficácia. As informações atualizadas sobre a eficácia da vacina são apresentadas na Tabela 4. Tabela 4. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por subgrupo etário - Participantes sem evidência de infecção e Participantes com ou sem evidência de infecção antes de 7 dias após a Dose 2 - População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Primeira ocorrência de COVID- 19 a partir de 7 dias após a Dose 2 em participantes sem evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2* Subgrupo ComirnatyTM Na=20.998 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=21.096 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da vacina % (ICe de 95%) Todos os participantesf 77 6,247 (20,712) 850 6,003 (20,713) 91,3 (89,0, 93,2) 16 a 64 anos 70 4,859 (15,519) 710 4,654 (15,515) 90,6 (87,9, 92,7) 65 anos ou mais 7 1,233 (4192) 124 1,202 (4 226) 94,5 (88,3, 97,8) 65 a 74 anos 6 0,994 (3350) 98 0,966 (3379) 94,1 (86,6, 97,9) 75 anos ou mais 1 0,239 (842) 26 0,237 (847) 96,2 (76,9, 99,9) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 6 01/Jul/2021 Primeira ocorrência de COVID- 19 a partir de 7 dias após a Dose 2 em participantes com ou sem* evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2 Subgrupo ComirnatyTM Na=22.166 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=22.320 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%e ) Todos os participantesf 81 6,509 (21,642) 873 6,274 (21,689) 91,1 (88,8, 93,0) 16 a 64 anos 74 5,073 (16,218) 727 4,879 (16,269) 90,2 (87,6, 92,4) 65 anos ou mais 7 1,267 (4315) 128 1,232 (4326) 94,7 (88,7, 97,9) 65 a 74 anos 6 1,021 (3450) 102 0,992 (3468) 94,3 (87,1, 98,0) 75 anos ou mais 1 0,246 (865) 26 0,240 (858) 96,2 (77,2, 99,9) Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. f. Casos confirmados incluídos em participantes de 12 a 15 anos de idade: 0 no grupo ComirnatyTM (sem e com ou sem evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2); 16 e 18 no grupo de placebo (sem e com ou sem evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2, respectivamente). As análises atualizadas do subgrupo da eficácia da vacina por características demográficas são apresentadas na Tabela 5 e na Tabela 6. Tabela 5. Eficácia da Vacina - A primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2 - Participantes sem evidência de infecção* antes de 7 dias após a Dose 2 por características demográficas – População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=20.998 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=21.096 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Sexo Macho 42 3,246 (10.637) 399 3,047 (10.433) 90,1 (86,4, 93,0) Feminino 35 3,001 (10075) 451 2,956 (10.280) 92,4 (89,2, 94,7) Etnia Hispânico ou Latino 29 1,786 (5161) 241 1,711 (5120) 88,5 (83,0, 92,4) Não Hispânico ou Latino 47 4,429 (15.449) 609 4,259 (15.484) 92,6 (90,0, 94,6) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 7 01/Jul/2021 Tabela 5. Eficácia da Vacina - A primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2 - Participantes sem evidência de infecção* antes de 7 dias após a Dose 2 por características demográficas – População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=20.998 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=21.096 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Raça Negro ou AfroAmericano 4 0,545 (1737) 48 0,527 (1737) 91,9 (78,0, 97,9) Branco 67 5,208 (17.186) 747 5,026 (17.256) 91,3 (88,9, 93,4) Todos os outrosf 6 0,494 (1789) 55 0,451 (1720) 90,0 (76,9, 96,5) País Argentina 15 1,012 (2600) 108 0,986 (2586) 86,5 (76,7, 92,7) Brasil 12 0,406 (1311) 80 0,374 (1293) 86,2 (74,5, 93,1) Alemanha 0 0,047 (236) 1 0,048 (242) 100,0 (-3874,2, 100,0) África do Sul 0 0,080 (291) 9 0,074 (276) 100,0 (53,5, 100,0) Turquia 0 0,027 (228) 5 0,025 (222) 100,0 (-0,1, 100,0) Estados Unidos 50 4,674 (16.046) 647 4,497 (16.094) 92,6 (90,1, 94,5) Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). Casos confirmados incluídos em participantes de 12 a 15 anos de idade: 0 no grupo ComirnatyTM; 16 no grupo de placebo. * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. f. Todos os outros = Índio Americano ou nativo do Alasca, Asiático, nativo Havaiano ou outro habitante das Ilhas do Pacífico, multirraciais e não reportados em categorias raciais. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 8 01/Jul/2021 Tabela 6. Eficácia da vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2 - Participantes com ou sem evidência de infecção antes de 7 dias após a Dose 2 por características demográficas – População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=22.166 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=22.320 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Sexo Macho 44 3,376 (11.103) 411 3,181 (10.920) 89,9 (86,2, 92,8) Feminino 37 3,133 (10.539) 462 3,093 (10.769) 92,1 (88,9, 94,5) Etnia Hispânico ou Latino 32 1,862 (5408) 245 1,794 (5391) 87,4 (81,8, 91,6) Não Hispânico ou Latino 48 4,615 (16.128) 628 4,445 (16.186) 92,6 (90,1, 94,6) Raça Negro ou AfroAmericano 4 0,611 (1958) 49 0,601 (1985) 92,0 (78,1, 97,9) Branco 69 5,379 (17.801) 768 5,191 (17.880) 91,3 (88,9, 93,3) Todos os outrosf 8 0,519 (1883) 56 0,481 (1824) 86,8 (72,1, 94,5) País Argentina 16 1,033 (2655) 110 1,017 (2670) 85,7 (75,7, 92,1) Brasil 14 0,441 (1419) 82 0,408 (1401) 84,2 (71,9, 91,7) Alemanha 0 0,047 (237) 1 0,048 (243) 100,0 (-3868,6, 100,0) África do Sul 0 0,099 (358) 10 0,096 (358) 100,0 (56,6, 100,0) Turquia 0 0,029 (238) 6 0,026 (232) 100,0 (22,2, 100,0) Estados Unidos 51 4,861 (16.735) 664 4,678 (16.785) 92,6 (90,2, 94,6) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 9 01/Jul/2021 Tabela 6. Eficácia da vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2 - Participantes com ou sem evidência de infecção antes de 7 dias após a Dose 2 por características demográficas – População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=22.166 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=22.320 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). Casos confirmados incluídos em participantes de 12 a 15 anos de idade: 0 no grupo ComirnatyTM; 18 no grupo de placebo. * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. f. Todos os outros = Índio Americano ou nativo do Alasca, Asiático, nativo Havaiano ou outro habitante das Ilhas do Pacífico, multirraciais e não reportados em categorias raciais. A análise do subgrupo da eficácia da vacina por situação de risco nos participantes são apresentadas na Tabela 7. Tabela 7. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por situação de risco - Participantes sem evidência de infecção* antes de 7 dias após a Dose 2 - População de Eficácia Avaliável (7 dias) Desfecho de Eficácia      Subgrupo ComirnatyTM Na=18.198 Placebo Na=18.325 Eficácia da Vacina % (95% ICe ) Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2 De risco Sim 4 1,025 (8030) 86 1,025 (8029) 95,3 (87,7, 98,8) Não 4 1,189 (9381) 76 1,197 (9482) 94,7 (85,9, 98,6) Grupo etário (anos) e de risco 16 a 64 e não de risco 4 0,962 (7671) 69 0,964 (7701) 94,2 (84,4, 98,5) 16 a 64 e de risco 3 0,744 (5878) 74 0,746 (5917) 95,9 (87,6, 99,2)  ≥65 e não de risco 0 0,227 (1701) 7 0,233 (1771) 100,0 (29,0, 100,0)  ≥65 e de risco 3 12 91,7 LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 10 01/Jul/2021 Tabela 7. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por situação de risco - Participantes sem evidência de infecção* antes de 7 dias após a Dose 2 - População de Eficácia Avaliável (7 dias) Desfecho de Eficácia      Subgrupo ComirnatyTM Na=18.198 Placebo Na=18.325 Eficácia da Vacina % (95% ICe ) Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) 0,281 (2147) 0,279 (2109) (44,2, 99,8) Obeso g Sim 3 0,763 (6000) 67 0,782 (6103) 95,4 (86,0, 99,1) Não 5 1,451 (11.406) 95. 1,439 (11.404) 94,8 (87,4, 98,3) Grupo etário (anos) e obesos 16 a 64 e não obeso 4 1,107 (8811) 83 1,101 (8825) 95,2 (87,3, 98,7) 16 a 64 e obeso 3 0,598 (4734) 60 0,609 (4789) 94,9 (84,4, 99,0) ≥65 e não obeso 3 0,343 (2582) 12 0,338 (2567) 91,8 (44,5, 99,8) ≥65 e obeso 0 0,165 (1265) 7 0,173 (1313) 100,0 (27,1, 100,0) Abreviações: IMC = índice de massa corporal; Ligação N = ligação nucleoproteica ao SARS-CoV-2; NAAT = teste de amplificação do ácido nucleico; SARS-CoV-2 = coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave; EV = eficácia da vacina. * Foram incluídos na análise indivíduos que não tinham evidências sorológicas ou virológicas (antes de 7 dias após receber a última dose) de infecção prévia por SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos de ligação N (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado pela NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2] e com NAAT negativo (exsudado nasal) em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para o número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) para EV é calculado com base no método Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. f. De risco é definido como tendo pelo menos 1 da categoria no Índice de Comorbidade de Charlson (ICC) ou obesidade (IMC ≥30 kg/m2 ). g. Obeso é definido como IMC ≥30 kg/m2 . A eficácia da vacina de mRNA contra COVID-19 em prevenir a primeira ocorrência de COVID-19 a partir do período de 7 dias após a Dose 2, em comparação com placebo foi de 94,6% (intervalo de confiança 95% de 89,6% a 97,6%) em participantes com idade igual ou superior a 16 anos com ou sem evidência de infecção prévia pelo SARS-CoV-2. Além disso, os resultados de eficácia primária analisados em subgrupos mostraram estimativas de pontos de eficácia semelhantes entre sexos, grupos étnicos, e participantes com comorbidades clínicas associadas a um risco elevado de COVID-19 grave. As análises atualizadas do subgrupo da eficácia da vacina por situação de risco nos participantes acompanhados até 6 meses após a Dose 2 (com uma data de corte de 13 de março de 2021) são apresentadas nas Tabelas 8 e 9. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 11 01/Jul/2021 Tabela 8. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por situação de risco - Participantes sem evidência de infecção* antes de 7 dias após a Dose 2 – População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=20.998 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=21.096 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2f 77 6,247 (20.712) 850 6,003 (20.713) 91,3 (89,0, 93,2) Em riscog Sim 35 2,797 (9167) 401 2,681 (9136) 91,6 (88,2, 94,3) Não 42 3,450 (11.545) 449 3,322 (11.577) 91,0 (87,6, 93,6) Grupo etário (anos) e situação de risco 16 a 64 e não em risco 41 2,776 (8887) 385 2,661 (8886) 89,8 (85,9, 92,8) 16 a 64 e em risco 29 2 083 (6632) 325 1 993 (6629) 91,5 (87,5, 94,4) 65 anos ou mais e não em risco 1 0,553 (1870) 53 0,546 (1922) 98,1 (89,2, 100,0) 65 anos ou mais e em risco 6 0,680 (2322) 71 0,656 (2304) 91,8 (81,4, 97,1) Obesoh Sim 27 2,103 (6796) 314 2,050 (6875) 91,6 (87,6, 94,6)  Não 50 4,143 (13.911) 536 3,952 (13.833) 91,1 (88,1, 93,5) Grupo etário (anos) e situação de obesidade 16 a 64 e não obeso 46 3,178 (10.212) 444 3,028 (10.166) 90,1 (86,6, 92,9) 16 a 64 e obeso 24 1,680 (5303) 266 1,624 (5344) 91,3 (86,,7, 94,5)  65 anos ou mais e não obeso 4 0,829 (2821) 79 0,793 (2800) 95,2 (87,1, 98,7)  65 anos ou mais e obeso 1 0,404 (1370) 45 0,410 (1426) 93,2 (78,9, 98,7) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 12 01/Jul/2021 Tabela 8. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por situação de risco - Participantes sem evidência de infecção* antes de 7 dias após a Dose 2 – População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=20.998 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=21.096 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. f. Casos confirmados incluídos em participantes de 12 a 15 anos de idade: 0 no grupo ComirnatyTM; 16 no grupo placebo. g. De risco é definido como tendo pelo menos 1 da categoria no Índice de Comorbidade de Charlson (ICC) ou obesidade [IMC ≥30 kg/m2 ou IMC ≥95º percentil (12 a 15 anos de idade)]. h. Obeso é definido como IMC ≥30 kg/m2 . Para o grupo de 12 a 15 anos de idade, a obesidade é definida como um IMC no percentil 95º ou superior. Consulte os gráficos de crescimento CDC em https://www.cdc.gov/growthcharts/html_charts/bmiagerev.htm. Tabela 9. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por situação de risco - Participantes com ou sem* evidência de infecção antes de 7 dias após a Dose 2 - População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=22.166 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=22.320 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2f 81 6,509 (21.642) 873 6,274 (21.689) 91,1 (88,8, 93,0) Em riscog Sim 36 2,925 (9601) 410 2,807 (9570) 91,6 (88,1, 94,2) Não 45 3,584 (12.041) 463 3,466 (12.119) 90,6 (87,2, 93,2) Grupo etário (anos) e situação de risco 16 a 64 e não em risco 44 2,887 (9254) 397 2,779 (9289) 89,3 (85,4, 92,4) 16 a 64 e em risco 30 2,186 (6964) 330 2,100 (6980) 91,3 (87,3, 94,2) 65 anos ou mais e não em risco 1 0,566 (1920) 55 0,559 (1966) 98,2 (89,6, 100,0) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 13 01/Jul/2021 Tabela 9. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, por situação de risco - Participantes com ou sem* evidência de infecção antes de 7 dias após a Dose 2 - População de Eficácia Avaliável (7 dias) durante o período de acompanhamento controlado por placebo Subgrupo ComirnatyTM Na=22.166 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=22.320 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (IC de 95%)e 65 anos ou mais e em risco 6 0,701 (2395) 73 0,672 (2360) 92,1 (82,0, 97,2) Obesoh Sim 28 2,207 (7139) 319 2,158 (7235) 91,4 (87,4, 94,4)  Não 53 4,301 (14.497) 554 4,114 (14.448) 90,8 (87,9, 93,2) Grupo etário (anos) e situação de obesidade 16 a 64 e não obeso 49 3,303 (10.629) 458 3,158 (10.614) 89,8 (86,2, 92,5) 16 a 64 e obeso 25 1,768 (5584) 269 1,719 (5649) 91,0 (86,,4, 94,3) 65 anos ou mais e não obeso 4 0,850 (2899) 82 0,811 (2864) 93,3 (87,6, 98,8) 65 anos ou mais e obeso 1 0,417 (1415) 46 0,420 (1462) 93,4 (79,5, 98,7) Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. f. Casos confirmados incluídos em participantes de 12 a 15 anos de idade: 0 no grupo ComirnatyTM; 18 no grupo placebo. g. De risco é definido como tendo pelo menos 1 da categoria no Índice de Comorbidade de Charlson (ICC) ou obesidade [IMC ≥30 kg/m2 ou IMC ≥95º percentil (12 a 15 anos de idade)]. h. Obeso é definido como IMC ≥30 kg/m2 . Para o grupo de 12 a 15 anos de idade, a obesidade é definida como um IMC no percentil 95º ou superior. Consulte os gráficos de crescimento CDC em https://www.cdc.gov/growthcharts/html_charts/bmiagerev.htm. Eficácia contra COVID-19 grave Análises secundárias de eficácia sugeriram o benefício da vacina de mRNA contra COVID-19 na prevenção de COVID-19 grave. A partir de 14 de novembro de 2020, a eficácia contra COVID-19 grave (tal como definida no protocolo do estudo) ocorrida após a primeira dose foi de 88,9% (IC 95%: 20,1, 99,7) (1 caso no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e 9 casos no grupo placebo), com uma eficácia estimada da vacina de 75,0% (95% IC: - 152,6, 99,5) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 14 01/Jul/2021 (1 caso no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e 4 casos no grupo placebo) contra COVID-19 grave ocorrendo pelo menos 7 dias após a Dose 2. A eficácia contra COVID-19 grave, definida pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças como hospitalização, admissão à Unidade de Terapia Intensiva, intubação ou ventilação mecânica, ou morte, foi após a primeira dose, de 92,9% (IC 95%: 53,2, 99,8) (1 caso no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19 e 14 casos no grupo placebo). A partir de 13 de março de 2021, a eficácia da vacina contra a COVID-19 grave é apresentada apenas para participantes com ou sem infecção prévia por SARS-CoV-2 (Tabela 10), uma vez que a contagem de casos de COVID-19 em participantes sem infecção prévia por SARS-CoV-2 foi idêntica à dos participantes com ou sem infecção prévia por SARS-CoV-2 em ambos os grupos, placebo e ComirnatyTM. Tabela 10. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência grave de COVID-19 em participantes com ou sem * infecção prévia por SARS-CoV-2 com base na definição do FDA† ou dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)‡ após a Dose 1 ou a partir de 7 Dias após a Dose 2 no acompanhamento controlado por placebo Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência grave de COVID-19 com base na definição do FDA ComirnatyTM Casos n1a Tempo de vigilância (n2b ) Placebo Casos n1a Tempo de vigilância (n2b ) Eficácia da Vacina % (ICc de 95%) Após a Dose 1d 1 8,439e (22.505) 30 8,288e (22.435) 96,7 (80,3, 99,9) 7 dias após a Dose 2f 1 6,522g (21.649) 21 6,404g (21.730) 95,3(70,9, 99,9) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 15 01/Jul/2021 Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência grave de COVID-19 com base na definição do CDC ComirnatyTM Casos n1a Tempo de vigilância (n2b ) Placebo Casos n1a Tempo de vigilância (n2b ) Eficácia da Vacina % (ICc de 95%) Após a dose 1d 1 8,427e (22.473) 45 8,269e (22.394) 97,8 (87,2, 99,9) 7 dias após a Dose 2f 0 6,514 g (21.620) 32 6,391g (21.693) 100 (88,0, 100,0) Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e, pelo menos, 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. † Doença grave de COVID-19, tal como definida pelo FDA, é COVID-19 confirmada e presença de pelo menos 1 dos seguintes:  Sinais clínicos em repouso indicativos de doença sistêmica grave (frequência respiratória ≥30 respirações por minuto, frequência cardíaca ≥125 batimentos por minuto, saturação de oxigênio ≤93% no ar ambiente ao nível do mar, ou relação entre a pressão parcial de oxigênio arterial e o oxigênio inspirado fracionário <300 mm Hg);  Insuficiência respiratória [definida como a necessidade de oxigênio de fluxo elevado, ventilação não invasiva, ventilação mecânica ou oxigenação da membrana extracorpórea (ECMO)];  Prova de choque (pressão arterial sistólica <90 mm Hg, pressão arterial diastólica <60 mm Hg, ou que requeira vasopressores);  Disfunção renal, hepática ou neurológica aguda significativa;  Admissão a uma Unidade de Cuidados Intensivos;  Morte. ‡Doença grave de COVID-19, tal como definida pelo CDC, é COVID-19 confirmada e presença de pelo menos 1 dos seguintes:  Hospitalização;  Admissão à Unidade de Cuidados Intensivos;  Intubação ou ventilação mecânica;  Morte. a. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. b. n2 = número de participantes sob risco para o desfecho de avaliação. c. O intervalo de confiança (IC) bilateral para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. d. Eficácia avaliada com base na população de Dose 1 com eficácia total (intenção de tratar modificada) que incluiu todos os participantes randomizados que receberam pelo menos 1 dose de intervenção do estudo. e. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para a acumulação de casos de COVID-19 é a partir da Dose 1 até o final do período de vigilância. f. A eficácia avaliada com base na população de eficácia avaliável (7 dias) que incluiu todos os participantes randomizados elegíveis que receberam todas as doses de intervenção do estudo de forma randomizada dentro da janela predefinida, não têm outros desvios importantes de protocolo, conforme determinado pelo médico. g. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para a acumulação de casos de COVID-19 é a partir de 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. Eficácia e imunogenicidade em adolescentes entre 12 e 15 anos de idade Foi realizada uma análise do Estudo 2 em adolescentes entre 12 e 15 anos de idade até a data de corte de 13 de março de 2021. A informação sobre a eficácia da vacina em adolescentes entre 12 e 15 anos de idade é apresentada na Tabela 11. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 16 01/Jul/2021 Tabela 11. Eficácia da Vacina - Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2, sem evidência de infecção e com ou sem evidência de infecção antes de 7 dias após a Dose 2 - Período de acompanhamento controlado por placebo cego, População de Eficácia Avaliável (7 dias) adolescentes entre 12 e 15 anos de idade Primeira ocorrência de COVID-19 a partir dos 7 dias após a Dose 2 em adolescentes entre 12 e 15 anos de idade sem evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2* ComirnatyTM Na=1005 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=978 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (ICe 95%) Adolescentes entre 12 e 15 anos de idade 0 0,154 (1001) 16 0,147 (972) 100,0 (75,3, 100,0) Primeira ocorrência de COVID-19 a partir de 7 dias após a Dose 2 em adolescentes entre 12 e 15 anos de idade com ou sem evidência de infecção prévia por SARS-CoV-2 ComirnatyTM Na=1119 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Placebo Na=1110 Casos n1b Tempo de vigilânciac (n2d ) Eficácia da Vacina % (ICe 95%) Adolescentes entre 12 e 15 anos de idade 0 0,170 (1109) 18 0,163 (1094) 100,0 (78,1, 100,0) Nota: Os casos confirmados foram determinados por transcrição reversa associada a reação em cadeia da polimerase (RT-PCR) e pelo menos 1 sintoma consistente com COVID-19 (sintomas incluídos: febre, surgimento ou agravamento de tosse, surgimento ou agravamento de falta de ar, calafrios, surgimento ou agravamento de dor muscular, perda de paladar ou olfato recente, dor de garganta, diarreia ou vômitos). * Foram incluídos na análise participantes que não tinham evidência de infeção prévia pelo SARS-CoV-2 [ou seja, anticorpos com N ligante (soro) negativos na Visita 1 e SARS-CoV-2 não detectado por NAAT (exsudado nasal) nas Visitas 1 e 2], e com NAAT (exsudado nasal) negativo em qualquer visita não programada no período antes de 7 dias após a Dose 2. a. N = número de participantes no grupo especificado. b. n1 = número de participantes que correspondem à definição do desfecho de avaliação. c. Tempo total de vigilância em 1000 pessoa-anos para o desfecho de avaliação especificado em todos os participantes dentro de cada grupo sob risco para o desfecho de avaliação. O período de tempo para número acumulado de casos de COVID-19 corresponde a 7 dias após a Dose 2 até ao final do período de vigilância. d. n2 = Número de indivíduos sob risco para o desfecho de avaliação. e. O intervalo de confiança (IC) para a eficácia da vacina é determinado com base no método de Clopper e Pearson ajustado para o tempo de vigilância. Em uma análise do Estudo 2 realizada em adolescentes de 12 a 15 anos de idade sem evidência de infecção anterior, não houve casos em 1.005 participantes que receberam a vacina e 16 casos de 978 que receberam placebo. A estimativa pontual de eficácia é de 100% (intervalo de confiança de 95% 75,3, 100,0). Nos participantes com ou sem evidência de infecção anterior, houve 0 casos em 1119 que receberam a vacina e 18 casos em 1110 participantes que receberam placebo. Isso também indica que a estimativa pontual para eficácia é de 100% (intervalo de confiança de 95% 78,1, 100,0). No Estudo 2, uma análise dos títulos neutralizantes de SARS-CoV-2 1 mês após a Dose 2 foi realizada em um subgrupo de participantes selecionados aleatoriamente que não tinham evidências sorológicas ou virológicas de infecção anterior por SARS CoV-2 até 1 mês após a Dose 2, comparando a resposta entre adolescentes de 12 a 15 anos de idade (n = 190) com participantes de 16 a 25 anos de idade (n = 170). A relação dos títulos médios geométricos (GMT) na faixa de 12 a 15 anos para a faixa de 16 a 25 anos foi de 1,76, com um IC de 95% bilateral entre 1,47 e 2,10. Portanto, o critério de não inferioridade de 1,5 vezes foi atendido, pois o limite inferior do IC de 95% bilateral para a relação média geométrica [GMR] foi> 0,67. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 17 01/Jul/2021 Análise de imunogenicidade Para os resultados de imunogenicidade dos títulos de neutralização ao SARS-CoV-2, e das concentrações de IgG de ligação S1 ou RBD, o GMT ou GMCs foram calculados com os intervalos de confiança (ICs) de 95% na população avaliável para imunogenicidade para a Dose 2. Os resultados de imunogenicidade de 360 participantes na Fase 2 deste estudo demonstraram que a vacina na dose de 30 μg induziu resposta robusta de anticorpos neutralizantes e IgG ligantes a S1 para SARS-CoV-2 ao fim de 1 mês após a Dose 2 semelhantes às previamente observadas na Fase 1 do estudo. Notavelmente, os títulos neutralizantes para SARS-CoV-2 (GMTs/GMCs) eram mais elevados nos participantes mais jovens (18 a 55 anos de idade) do que nos participantes mais velhos (56 a 85 anos de idade). Tabela 12. Resumo da Média Geométrica dos Títulos/Concentrações - População de Imunogenicidade - Fase 2 - Dose 2 Grupo da vacina (como randomizado) BNT162b2 (30 μg) Placebo 18-55 anos 56-85 anos 18-85 anos 18-85 anos Teste Dose/ Tempo de amostragema n b GMT/GMCc (IC 95%c ) n b GMT/GMCc (IC 95%c ) n b GMT/GMCc (IC 95%c ) n b GMT/GMCc (IC 95%c ) Teste de neutralização de SARSCoV-2 -NT50 (título) 1/Prevax 80 10,1 (9,9, 10,4) 88 10,3 (9,9, 10,7) 168 10,2 (10,0, 10,5) 167 10,4 (10,0, 10,9) 2/1 Mês 80 399,4 (342,1, 466,2) 87 255,0 (205,7, 316,0) 167 316,1 (275,6, 362,6) 167 10,6 (10,0, 11,3) Teste de níveis de IgG para ligação S1 (U/mL) 1/Prevax 80 0,8 (0,6, 0,9) 88 0,8 (0,7, 1,1) 168 0,8 (0,7, 0,9) 167 0,8 (0,7, 0,9) 2/1 Mês 80 7122,8 (6217,4, 8160,2) 87 3960,7 (3007,2, 5216,6) 167 5246,5 (4460,3, 6171,4) 167 1,0 (0,8, 1,2) Abreviações: GMC = concentração média geométrica; GMT = título médio geométrico; IgG = imunoglobulina G; LLOQ = limite inferior de quantificação; NT50 = título neutralizante a 50%; S1 = subunidade da proteína S1 do spike; SARS-CoV-2 = coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave. a. Cronograma especificado pelo protocolo para a coleta de amostras de sangue. b. n = Número de indivíduos com resultados do doseamento válidos e determinantes para o doseamento especificado no tempo de dose/hora de amostragem indicado. c. Os GMTs, GMCs e limites do IC 95% foram calculados pela exponenciação do logaritmo médio dos títulos ou concentrações e os ICs correspondentes (com base na distribuição t de Student). Os resultados do doseamento abaixo do LLOQ foram definidos para 0,5 × LLOQ. As GMFRs dos títulos de neutralização sérica ao SARS-CoV-2 a 50% e as concentrações de IgG com ligação S1 desde antes da vacinação até 1 mês após a Dose 2 (Dia 52) da vacina foram robustas, com GMFRs mais elevadas observadas em participantes mais jovens do que em participantes mais velhos. Tabela 13. Resumo dos Aumentos das Medias Geométricas Desde Antes da Vacinação para Cada Tempo - População de Imunogenicidade Avaliável Dose 2 - Fase 2 Grupo da vacina (como randomizado) BNT162b2 (30 μg) Placebo 18-55 anos 56-85 anos 18-85 anos 18-85 anos Teste Dose/ Tempo de amostragema n b GMFRc (IC 95%c ) n b GMFRc (IC 95%c ) n b GMFRc (IC 95%c ) n b GMFRc (IC 95%c ) Teste de neutralização ao SARS-CoV-2 -NT50 (título) 2/1 Mês 80 39,4 (34,0, 45,6) 86 24,9 (20,2, 30,9) 166 31,1 (27,2, 35,5) 167 1,0 (1,0, 1,1) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 18 01/Jul/2021 Teste de níveis de IgG para ligação S1 (U/mL) 2/1 Mês 80 9167,2 (7452,8, 11276,0) 86 4975,5 (3655,9, 6771,4) 166 6679,4 (5511,6, 8094,7) 167 1,2 (1,0, 1,4) Abreviações: GMFR = aumento da média geométrica; IgG = imunoglobulina G; LLOQ = limite inferior de quantificação; NT50 = título neutralizante a 50%; S1 = subunidade da proteína S1 spike; SARS-CoV-2 = coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave. a. Cronograma especificado pelo protocolo para a coleta de amostras de sangue. b. n = Número de indivíduos com resultados de doseamento válidos e determinados para o doseamento especificado tanto no ponto de pré-vacinação como no ponto de dose/amostragem indicado. c. As GMFR e os correspondentes limites do IC 95% foram calculadas pela exponenciação do logaritmo médio dos aumentos das dobragens e as IC correspondentes (com base na distribuição t de Student). Os resultados do ensaio abaixo do LLOQ foram definidos para 0,5 × LLOQ. Alguns participantes na população avaliável para imunogenicidade com a Dose 2, eram pacientes com status positivo para SARS-CoV2 no momento inicial do estudo: um total de 9 participantes com dados de imunogenicidade no tempo de pré-vacinação (5 participantes que receberam vacina e 4 que receberam placebo) e 7 participantes (3 que receberam vacina e 4 que receberam placebo) com dados de imunogenicidade no período de 1 mês após a Dose 2. Em geral, 1 mês após a Dose 2 entre os que receberam vacina, os GMT neutralizantes para SARS-CoV-2 a 50% em participantes com um status inicial positivo para SARS-CoV-2 (n=3) e GMCs IgG com ligação S1 em participantes com um status inicial positivo para SARS-CoV- 2 foram numericamente superiores aos observados nos participantes com um status inicial negativo para SARS-CoV-2 (n=163). Tabela 14. Resumo dos Títulos Geométricos Médios/Concentrações por Status Inicial ao SARS-CoV-2 - Fase 2 - População de Imunogenicidade Avaliação com a Dose 2 Grupo da vacina (como randomizado) BNT162b2 (30 μg) Placebo 18-55 anos 56-85 anos 18-85 anos 18-85 anos Teste Dose/ Tempo de amostrage ma Statu s inicia l ao SAR SCoV2b n b GMT/GM Cc (IC 95%c ) n b GMT/GM Cc (IC 95%c ) n b GMT/GM Cc (IC 95%c ) n b GMT/GM Cc (IC 95%c ) Teste de neutralizaç ão ao SARSCoV-2 -NT50 (título) 1/Prevax POS 1 31,0 (NE, NE) 4 18,1 (5,6, 58,2) 5 20,2 (8,7, 46,9) 4 38,4 (5,2, 282,5) NEG 7 9 10,0 (10,0, 10,0) 8 3 10,0 (10,0, 10,0) 16 2 10,0 (10,0, 10,0) 16 2 10,1 (9,9, 10,2) 2/1 Mês POS 1 4233,0 (NE, NE) 2 3469,9 (0,1, 9,247E7) 3 3707,6 (495,5, 27743,3) 4 53,2 (5,5, 515,3) NEG 7 9 387,6 (335,4, 448,0) 8 4 237,7 (194,4, 290,7) 16 3 301,3 (264,7, 342,9) 16 2 10,2 (9,8, 10,7) Teste de níveis de IgG para ligação S1 (U/mL) 1/Prevax POS 1 246,1 (NE, NE) 4 36,9 (0,5, 2848,7) 5 53,9 (2,4, 1222,0) 4 153,0 (12,7, 1844,4) NEG 7 9 0,7 (0,6, 0,8) 8 3 0,7 (0,6, 0,8) 16 2 0,7 (0,7, 0,8) 16 2 0,7 (0,7, 0,8) 2/1 Mês POS 1 45474,1 (NE, NE) 2 23255,3 (106,2, 5,092E6) 3 29080,6 (6983,3, 121100,2) 4 144,4 (9,5, 2189,7) NEG 7 9 6957,6 (6113,5, 7918,3) 8 4 3759,2 (2847,3, 4963,2) 16 3 5066,1 (4308,9, 5956,5) 16 2 0,8 (0,7, 1,0) LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 19 01/Jul/2021 Abreviações: GMC = concentração média geométrica; GMT = título médio geométrico; IgG = imunoglobulina G; LLOQ = limite inferior de quantificação; NAAT = teste de amplificação do ácido nucleico; NE = não estimável; NEG = negativo; NT50 = título neutralizante a 50%; POS = positivo; S1 = subunidade da proteína S1 spike; SARS-CoV-2 = coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave. Nota: Os indivíduos cujo status inicial ao SARS-CoV-2 não pode ser determinado devido à ausência de anticorpos de ligação N ou NAAT na Visita 1 não foram incluídos na análise. a. Cronograma especificado pelo protocolo para a coleta de amostras de sangue. b. Positivo = Anticorpo de ligação N positivo na Visita 1, ou NAAT positivo na Visita 1, ou teve história clínica de COVID-19. Negativo = Anticorpo negativo de ligação N na Visita 1 e NAAT negativo na Visita 1. c. n = Número de indivíduos com resultados de doseamento válidos e determinantes para o doseamento especificado no ponto de dose/hora de amostragem indicado. d. Os GMTs, GMCs e os limites do IC 95% foram calculados pela exponenciação do logaritmo médio dos títulos ou da concentração e as IC correspondentes (com base na distribuição t de Student). Os resultados do doseamento abaixo do LLOQ foram definidos para 0,5 × LLOQ. 3. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS Propriedades farmacodinâmicas Mecanismo de ação O RNA mensageiro com nucleosídeo modificado em ComirnatyTM está formulado em nanopartículas lipídicas, permitindo que o RNA não replicante entre nas células hospedeiras para permitir a expressão transitória do antígeno S do vírus SARS-CoV-2. O mRNA codifica a proteína S integral ligada à membrana, com duas mutações pontuais na hélice central. A mutação destes dois aminoácidos para a prolina bloqueia a proteína S numa conformação pré-fusão antigenicamente preferida. A vacina induz imunidade celular e produção de anticorpos neutralizantes contra o antígeno spike (S), o que pode contribuir para a proteção contra a COVID-19. Propriedades farmacocinéticas Não aplicável. Dados de segurança pré-clínica Os dados não clínicos não revelam riscos especiais para o ser humano, segundo estudos convencionais de toxicidade de dose repetida e toxicidade reprodutiva e para o desenvolvimento. Toxicidade geral Os ratos que receberam ComirnatyTM por via intramuscular (3 doses humanas totais uma vez por semana, gerando níveis relativamente superiores nos ratos devido às diferenças de peso corporal) demonstraram algum edema e eritema no local de injeção e aumento dos leucócitos (incluindo basófilos e eosinófilos) consistente com uma resposta inflamatória, bem como vacuolização dos hepatócitos portais sem evidência de lesão hepática. Todos os efeitos foram reversíveis. Genotoxicidade/Carcinogenicidade Não foram realizados estudos de genotoxicidade nem de carcinogenicidade. Não se espera que os componentes da vacina (lípidos e mRNA) tenham potencial genotóxico. Toxicidade reprodutiva A toxicidade reprodutiva e para o desenvolvimento foram investigadas em ratos num estudo combinado de fertilidade e de toxicidade para o desenvolvimento em que ratas receberam ComirnatyTM por via intramuscular antes do acasalamento e durante a gestação (tendo recebido 4 doses humanas completas, que geram níveis relativamente superiores nos ratos devido a diferenças de peso corporal, entre o dia 21 antes do acasalamento e o dia 20 de gestação). As respostas de anticorpos neutralizantes do SARS-CoV-2 estiveram presentes em animais maternas desde antes do acasalamento até ao final do estudo, no dia 21 pós-natal, bem como nos fetos e na ninhada. Não houve efeitos relacionados com a vacinação na fertilidade da fêmea, na gravidez, ou no desenvolvimento embrionário-fetal ou no desenvolvimento da ninhada. Não existem dados disponíveis sobre ComirnatyTM quanto à transferência placentária da vacina ou excreção no leite. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 20 01/Jul/2021 4. CONTRAINDICAÇÕES ComirnatyTM não deve ser administrada a indivíduos com hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer um dos excipientes da vacina. 5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES Rastreabilidade De modo a melhorar a rastreabilidade dos medicamentos biológicos, o nome e o número de lote do medicamento administrado devem ser registados de forma clara. Recomendações gerais Hipersensibilidade e anafilaxia Foram notificados eventos de anafilaxia. Assim como com todas as vacinas injetáveis, devem estar imediatamente disponíveis tratamento médico e supervisão na eventualidade de um evento anafilático após a administração da vacina. Recomenda-se uma observação atenta durante, pelo menos, 15 minutos após a vacinação. Não deve administrarse uma segunda dose da vacina a indivíduos que apresentaram anafilaxia à primeira dose de ComirnatyTM. Reações relacionadas com ansiedade Podem ocorrer reações relacionadas com ansiedade, incluindo reação vasovagal (síncope), hiperventilação, ou reação relacionada com stress, em associação à vacinação como uma resposta psicogênica à injeção da agulha. É importante que sejam tomadas precauções para evitar lesões causadas por desmaio. Comorbidades A vacinação deve ser adiada em indivíduos que apresentem doença febril aguda grave ou infeção aguda. A presença de uma infeção ligeira e/ou febre baixa não deve causar o adiamento da vacinação. Trombocitopenia e distúrbios da coagulação Tal como em outras injeções intramusculares, a vacina deve ser administrada com cautela em indivíduos que estejam recebendo tratamento anticoagulante ou que apresentem trombocitopenia ou qualquer distúrbio da coagulação (tal como hemofilia), uma vez que pode ocorrer hemorragia ou hematoma após uma administração intramuscular nestes indivíduos. Indivíduos imunocomprometidos A eficácia, a segurança e a imunogenicidade da vacina não foram avaliadas em indivíduos imunocomprometidos, incluindo aqueles recebendo tratamento imunossupressor. A eficácia de ComirnatyTM pode ser inferior em indivíduos imunocomprometidos. Duração da proteção Desconhece-se a duração da proteção proporcionada pela vacina, uma vez que esta ainda está sendo determinada por ensaios clínicos em curso. Respostas relacionadas ao estresse do processo de vacinação Alguns indivíduos podem apresentar respostas relacionadas ao estresse associadas ao próprio processo de vacinação. As respostas relacionadas ao estresse são temporárias e se resolvem por conta própria. Eles podem incluir tonturas, desmaios, palpitações, aumento da freqüência cardíaca, alterações na pressão arterial, sensação de falta de ar, sensação de formigamento, suor e/ou ansiedade. Os indivíduos devem ser aconselhados a levar os sintomas à atenção do fornecedor da vacinação para avaliação e devem ser tomadas precauções para evitar ferimentos causados por desmaios. Limitações da eficácia da vacina Tal como em qualquer vacina, é possível que a vacinação com ComirnatyTM não proteja todos os indivíduos que receberem a vacina. É possível que os indivíduos não fiquem totalmente protegidos até 7 dias após a segunda dose da vacina. Excipientes Esta vacina contém menos de 1 mmol de potássio (39 mg) por dose, ou seja, é praticamente “isenta de potássio”. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 21 01/Jul/2021 Esta vacina contém menos de 1 mmol de sódio (23 mg) por dose, ou seja, é praticamente “isenta de sódio”. Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos ou operar máquinas Os efeitos de ComirnatyTM sobre a capacidade de dirigir e utilizar máquinas são nulos ou desprezíveis. Contudo, alguns dos efeitos mencionados no item 9. Reações Adversas podem afetar temporariamente a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas. Fertilidade, gravidez e lactação Gravidez Os dados disponíveis sobre a utilização de ComirnatyTM em mulheres grávidas são limitados. Os estudos em animais não indicam efeitos prejudiciais, diretos ou indiretos, no que diz respeito à gravidez, ao desenvolvimento embrionário/fetal, ao parto ou desenvolvimento pós-natal (vide item 3. Características Farmacológicas - Dados de segurança pré-clínica). A administração de ComirnatyTM durante a gravidez apenas deve ser considerada se os potenciais benefícios superarem quaisquer potenciais riscos para a mãe e para o feto. Lactação Desconhece-se se ComirnatyTM é excretado no leite humano. Fertilidade Não se sabe se ComirnatyTM tem impacto na fertilidade. Os estudos com animais não indicam efeitos prejudiciais, diretos ou indiretos, no que diz respeito à fertilidade feminina ou toxicidade reprodutiva (vide item 3. Características Farmacológicas - Dados de segurança pré-clínica). ComirnatyTM é um medicamento classificado na categoria B de risco de gravidez. Portanto, este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Esta vacina não deve ser usada por mulheres grávidas, ou que estejam amamentando, sem orientação médica ou do cirurgião dentista. Atenção: Este medicamento contém Açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes. 6. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS Não foram realizados estudos de interação. A administração concomitante de ComirnatyTM com outras vacinas não foi estudada. Não misture ComirnatyTM com outras vacinas/produtos na mesma seringa. 7. CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO MEDICAMENTO Conservar no congelador a uma temperatura entre -90 °C e -60 °C. Conservar na embalagem original para proteger da luz. Durante a conservação, minimizar a exposição à luz ambiente e evitar a exposição à luz solar direta e à luz ultravioleta. Os frascos descongelados podem ser manuseados em condições de luz ambiente. Quando estiver pronto para descongelar ou usar a vacina:  As bandejas com tampas abertas contendo os frascos, ou as bandejas contendo menos de 195 frascos, quando retiradas do compartimento de congelamento (< -60 °C) podem permanecer à temperatura ambiente (< 25 °C) por até 3 minutos para retirada dos frascos ou para a transferência entre ambientes de temperatura ultrabaixa.  Uma vez retirado da bandeja, o frasco deve ser descongelado para utilização.  Após exposição à temperatura ambiente, quando as bandejas de frascos retornarem ao compartimento de congelamento, elas devem permanecer no compartimento de congelamento durante, pelo menos, 2 horas antes de serem removidas novamente. Para condições de conservação após descongelamento e diluição do medicamento, vide subitem Prazo de validade. Prazo de validade LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 22 01/Jul/2021 Frasco fechado 6 meses a temperatura entre -90 °C e -60 °C. Alternativamente, os frascos fechados podem ser armazenados e transportados entre -25 °C a -15 °C por um período único de até 2 semanas e podem retornar a -90 °C a -60 °C. Uma vez retirada do congelador, a vacina fechada pode ser armazenada por até 1 mês entre 2 °C e 8 °C. Dentro do prazo de validade de 1 mês a 2 °C a 8 °C, até 12 horas podem ser usadas para o transporte. Antes do uso, a vacina fechada pode ser armazenada por até 2 horas a temperatura até 30 °C. Uma vez descongelada, a vacina não deve ser congelada novamente. Tratamento de variações de temperatura, uma vez removido do congelador Os dados de estabilidade indicam que o frasco fechado é estável por até:  24 horas quando armazenado em temperaturas de -3 °C a 2 °C.  um total de 4 horas quando armazenado em temperaturas de 8 °C a 30 °C; isto inclui as 2 horas a temperatura até 30 °C como detalhado acima. Essas informações têm como objetivo orientar os profissionais de saúde apenas em caso de variação temporária de temperatura. Transferência entre ambientes de temperatura ultrabaixa  As bandejas de frascos com tampa fechada, contendo 195 frascos, quando removidas do compartimento de congelamento (<-60 °C) podem permanecer em temperatura ambiente (<25 °C) por até 5 minutos para transferência entre ambientes de temperatura ultrabaixa.  Após exposição à temperatura ambiente, quando as bandejas de frascos retornarem ao compartimento de congelamento, elas devem permanecer no compartimento de congelamento durante, pelo menos, 2 horas antes de serem removidas novamente. Transferência de frascos congelados armazenados entre -25 °C a -15 °C  As bandejas de frascos com tampa fechada, contendo 195 frascos, quando removidas do compartimento de congelamento (-25 °C a -15 °C) podem permanecer em temperatura de até 25 °C por até 3 minutos.  As bandejas de frascos com tampa aberta ou bandejas de frascos contendo menos de 195 frascos, removidos do compartimento de congelamento (-25 °C a -15 °C), podem permanecer em temperatura de até 25 °C por até 1 minuto. Uma vez que o frasco é removido da bandeja de frascos, ele deve ser descongelado para uso. Medicamento diluído A estabilidade química e física, incluindo durante o transporte, foi demonstrada durante 6 horas a uma temperatura entre 2 ºC e 30 ºC após diluição em solução injetável de cloreto de sódio 9 mg/mL (0,9%). Do ponto de vista microbiológico, a vacina deve ser utilizada imediatamente. O produto diluído não utilizado no período de 6 horas deverá ser descartado. Número do lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. Características físicas e organolépticas: dispersão congelada branca a esbranquiçada. 8. POSOLOGIA E MODO DE USAR Posologia Indivíduos com idade igual ou superior a 12 anos ComirnatyTM é administrada por via intramuscular após a diluição como uma série de 2 doses (0,3 mL cada) com um intervalo recomendado de 21 dias (3 semanas), vide item 2. Resultados de Eficácia. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 23 01/Jul/2021 Não existem dados disponíveis sobre a intercambialidade de ComirnatyTM com outras vacinas contra COVID-19 para completar a série de vacinação. Os indivíduos que tenham recebido uma dose de ComirnatyTM devem receber uma segunda dose de ComirnatyTM para completar a série de vacinação. Os indivíduos podem não estar protegidos até pelo menos 7 dias após a segunda dose da vacina. Para mais informações sobre eficácia, vide item 2. Resultados de Eficácia. População pediátrica A segurança e eficácia de ComirnatyTM em crianças e adolescentes com menos de 12 anos de idade ainda não foram estabelecidas. Os dados disponíveis são limitados. Idosos Não são necessários ajustes da dose para idosos com idade ≥65 anos. Os estudos clínicos de ComirnatyTM incluem participantes com 65 anos de idade ou mais e seus dados contribuem para a avaliação geral de segurança e eficácia. Do número total de indivíduos que receberam ComirnatyTM no Estudo 2 (N = 22.026), 16,5% (n = 3627) foram 65 a 74 anos de idade e 4,2% (n = 925) tinham 75 anos de idade ou mais (vide item 2. Resultados de Eficácia). Modo de administração ComirnatyTM deve ser administrada por via intramuscular após diluição (vide subitem Precauções especiais para descarte e outros manuseios). Após diluição, os frascos de ComirnatyTM contêm seis doses de vacina, de 0,3 mL por dose. Para extrair seis doses de um único frasco, devem ser usadas seringas e/ou agulhas de baixo volume morto. A combinação de seringa de baixo volume morto e agulha deve ter um volume morto não superior a 35 microlitros. Se seringas e agulhas padrão forem usadas, pode não haver volume suficiente para extrair a sexta dose de um mesmo frasco. Independentemente do tipo de seringa e agulha: • Cada dose deve conter 0,3 mL de vacina. • Se a quantidade de vacina remanescente no frasco não puder fornecer uma dose completa de 0,3 mL, descarte o frasco e qualquer volume remanescente. • Não junte o remanescente de vacina de vários frascos. O local de aplicação preferencial é o músculo deltoide do braço. Não injete a vacina por via intravascular, subcutânea ou intradérmica. A vacina não deve ser misturada na mesma seringa com quaisquer outras vacinas ou medicamentos. Para precauções antes da administração da vacina, vide item 5. Advertências e Precauções. Para instruções sobre descongelamento, manuseio e descarte da vacina, vide subitem Precauções especiais para descarte e outros manuseios. Incompatibilidades Este medicamento não pode ser misturado com outros medicamentos, exceto aqueles indicados para seu preparo. Precauções especiais para descarte e outros manuseios Instruções de manuseio ComirnatyTM deve ser preparada por um profissional de saúde usando técnica asséptica para assegurar a esterilidade da dispersão preparada. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 24 01/Jul/2021 DESCONGELAMENTO ANTES DA DILUIÇÃO  O frasco multidose é conservado congelado e deve ser descongelado antes da diluição. Os frascos congelados devem ser transferidos para um ambiente a temperatura entre 2 °C e 8 °C para descongelar; a embalagem de 195 frascos pode levar 3 horas para descongelar. Alternativamente, os frascos congelados também podem ser descongelados durante 30 minutos a temperatura até 30 °C para uso imediato. A vacina fechada pode ser armazenada por até 1 mês entre 2 °C e 8 °C. Dentro do prazo de validade de 1 mês a 2 °C a 8 °C, até 12 horas podem ser utilizadas para o transporte.  Deixe o frasco descongelado atingir a temperatura ambiente e inverta-o suavemente 10 vezes antes da diluição. Não agite.  Antes da diluição, a dispersão descongelada pode conter partículas amorfas e opacas de cor branca a esbranquiçada. DILUIÇÃO  A vacina descongelada deve ser diluída no frasco original com 1,8 mL de solução injetável de cloreto de sódio 9 mg/mL (0,9%), utilizando uma agulha de calibre igual ou inferior a 21 gauge e técnicas assépticas. Máximo de 2 horas à temperatura ambiente (até 30 °C) 1.8 mL de solução injetável de cloreto de sódio 0.9% LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 25 01/Jul/2021  Iguale a pressão do frasco antes de retirar a agulha do batoque de borracha do frasco, retirando 1,8 mL de ar para dentro da seringa de diluição vazia.  Inverta suavemente a dispersão diluída 10 vezes. Não agite.  A vacina diluída deve apresentar-se como uma dispersão esbranquiçada, sem partículas visíveis. Descarte a vacina diluída se observar a presença de partículas ou descoloração. Puxar o êmbolo até 1,8 mL para retirar o ar do frasco Inverter suavemente × 10 LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 26 01/Jul/2021  Os frascos diluídos devem ser marcados com a data e hora apropriada.  Após a diluição conservar entre 2 ºC e 30 ºC e utilizar dentro de 6 horas, incluindo qualquer tempo utilizado para o transporte.  Não congelar e nem agitar a dispersão diluída. Se for refrigerada, permitir que a dispersão diluída atinja a temperatura ambiente antes de ser utilizada. PREPARAÇÃO DE DOSES INDIVIDUAIS DE 0,3 ML DE COMIRNATYTM  Após a diluição, o frasco contém 2,25 mL com possibilidade de extração de 6 doses de 0,3 mL.  Usando técnica asséptica, limpe o batoque do frasco com um algodão antisséptico de uso único.  Retire 0,3 mL de ComirnatyTM. Seringas e/ou agulhas de baixo volume morto devem ser usadas para extrair 6 doses de um único frasco. A combinação de seringa de baixo volume morto e agulha deve ter um volume morto não superior a 35 microlitros. Se seringas e agulhas padrão forem usadas, pode não haver volume suficiente para extrair a sexta dose de um único frasco.  Cada dose deve conter 0,3 mL de vacina.  Se a quantidade de vacina restante no frasco não puder fornecer uma dose completa de 0,3 mL, descarte o frasco e qualquer volume remanescente.  Descarte qualquer vacina não utilizada no prazo de 6 horas após a diluição. Descarte Qualquer medicamento não utilizado ou resíduos devem ser descartados de acordo com as exigências locais. 9. REAÇÕES ADVERSAS Resumo do perfil de segurança A segurança de ComirnatyTM foi avaliada em participantes com idade igual ou superior a 12 anos em 2 estudos clínicos conduzido nos Estados Unidos, Europa, Turquia, África do Sul e América do Sul. O Estudo BNT162-01 (Estudo 1) envolveu 60 participantes, de 18 a 55 anos de idade e 36 participantes, de 56 a 85 anos de idade. O Estudo C4591001 (Estudo 2) envolveu aproximadamente 46.000 participantes, com 12 anos de idade ou mais. Registar a data e hora apropriada. Usar no prazo de 6 horas após a diluição. 0.3 mL de vacina diluída LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 27 01/Jul/2021 A segurança de ComirnatyTM foi avaliada em participantes com 12 anos de idade ou mais em 2 estudos clínicos que incluíram 22.875 participantes (composto por 21.744 participantes com 16 anos de idade ou mais e 1.131 adolescentes com 12 a 15 anos de idade) que receberam pelo menos uma dose de ComirnatyTM. O perfil de segurança geral de ComirnatyTM em adolescentes de 12 a 15 anos de idade foi semelhante ao observado em participantes de 16 anos de idade ou mais. Participantes com idade igual ou superior a 16 anos No Estudo 2, um total de 22.026 participantes com idade igual ou superior a 16 anos receberam, pelo menos, 1 dose de ComirnatyTM e um total de 22.021 participantes com idade igual ou superior a 16 anos receberam placebo (incluindo 138 e 145 adolescentes com 16 e 17 anos de idade nos grupos da vacina e de placebo, respetivamente). Um total de 20.519 participantes com idade igual ou superior a 16 anos receberam 2 doses de ComirnatyTM. No momento da análise do Estudo 2, um total de 19.067 participantes (9.531 participantes que receberam ComirnatyTM e 9.536 participantes que receberam placebo) com idade igual ou superior a 16 anos foram avaliados quanto à segurança durante, pelo menos, 2 meses após a segunda dose de ComirnatyTM. Esta análise incluiu 10.727 participantes (5.350 participantes que receberam ComirnatyTM e 5.377 participantes que receberam placebo) com idade entre os 16 e os 55 anos, e 8.340 participantes (4.181 participantes que receberam ComirnatyTM e 4.159 participantes que receberam placebo) com idade igual ou superior a 56 anos. As reações adversas mais frequentes em participantes com idade igual ou superior a 16 anos (em ordem das frequências mais altas para as mais baixas) foram dor no local de injeção (>80%), fadiga (>60%), cefaleias (>50%), mialgia (>40%), calafrios (>30%), artralgia (>20%), pirexia e inchaço no local de injeção (>10%) e geralmente foram de intensidade leve ou moderada e resolveram-se alguns dias após a vacinação. Uma frequência inferior de reatogenicidade foi associada à idade mais avançada. O perfil de segurança em 545 indivíduos que receberam ComirnatyTM, e que eram soropositivos para o vírus SARS-CoV-2 no início do estudo, foi semelhante ao observado na população em geral. O Estudo 2 também incluiu 200 participantes com infecção pelo vírus da imunodeficiência humana estável (HIV) confirmada. O perfil de segurança dos participantes que receberam ComirnatyTM (n = 100) nos indivíduos com infecção estável por HIV foi semelhante ao observado na população em geral. Adolescentes de 12 a 15 anos de idade Em uma análise do Estudo 2, com base em dados até a data de corte de 13 de março de 2021, 2.260 adolescentes (1.131 ComirnatyTM; 1.129 placebo) tinham de 12 a 15 anos de idade. Destes, 1.308 adolescentes (660 ComirnatyTM e 648 placebo) foram acompanhados por pelo menos 2 meses após a segunda dose de ComirnatyTM. A avaliação de segurança no Estudo 2 está em andamento. As reações adversas mais frequentes em adolescentes de 12 a 15 anos de idade foram dor no local da injeção (>90%), fadiga e cefaleia (>70%), mialgia e calafrios (>40%), artralgia e febre (>20%). Lista tabelada de reações adversas em estudos clínicos e experiência pós-autorização em indivíduos com 12 anos de idade ou mais As reações adversas observadas durante os estudos clínicos estão listadas abaixo de acordo com as seguintes categorias de frequência: Muito comuns (≥ 1/10), Comuns (≥ 1/100 a < 1/10), Incomuns (≥ 1/1 000 a < 1/100), Raros (≥ 1/10 000 a < 1/1.000), Muito raros (< 1/10.000), Desconhecido (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis). LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 28 01/Jul/2021 Tabela 15: Reações adversas em estudos clínicos com ComirnatyTM e experiência pós-autorização em indivíduos com 12 anos de idade ou mais Classe de sistemas de órgãos Muito comuns (≥ 1/10) Comuns (≥ 1/100 a < 1/10) Incomuns (≥ 1/1.000 a < 1/100) Raros (≥ 1/10.000 a < 1/1.000) Desconhecido (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis) Distúrbios do sangue e do sistema linfático Linfadenopatia Distúrbios do sistema imunitário Reações de hipersensibilidade (por exemplo, erupção cutânea, prurido, urticáriaa; c , angioedemaa;c) Anafilaxiac Distúrbios do metabolismo e nutricionais Diminuição de apetite Distúrbios do foro psiquiátrico Insônia Distúrbios do sistema nervoso Cefaleia Letargia Paralisia facial periférica agudab Distúrbios gastrointestinais Diarreiac Náusea; vômitoc Distúrbios da pele e tecido subcutâneo Hiperidrose; suor noturno Distúrbios musculoesqueléticos e dos tecidos conjuntivos Artralgia; mialgia Dor nas extremidadesd Distúrbios gerais e alterações no local de administração Dor no local de injeção; fadiga; arrepios; pirexiae ; inchaço no local de injeção Rubor no local de injeção Astenia; malestar geral; prurido no local de injeção a. A frequência para as categorias urticária e angioedema foi rara. b. Durante o período de acompanhamento de segurança do ensaio clínico até 14 de Novembro de 2020, foi notificada a ocorrência de paralisia facial periférica aguda (ou paralisia) em quatro participantes no grupo da vacina de mRNA contra COVID-19. O início da paralisia facial ocorreu no Dia 37 após a Dose 1 (o participante não recebeu a Dose 2) e nos Dias 3, 9, e 48 após a Dose 2. Não foram notificados casos de paralisia facial periférica aguda (ou paralisia) no grupo de placebo. c. Reações adversas determinadas pós-autorização. d. Relacionado ao braço que recebeu a vacina. e. Observou-se uma maior frequência de pirexia após a segunda dose. Notificação de suspeitas de reações adversas A notificação de suspeitas de reações adversas após a autorização do medicamento é importante. Isto permite um monitoramento contínuo da relação risco-benefício do medicamento. Pede-se aos profissionais de saúde que notifiquem quaisquer suspeitas de reações adversas e que incluam o número de lote se disponível. Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 29 01/Jul/2021 desconhecidos. Nesse caso, notifique os eventos adversos pelo Sistema VigiMed, disponível no Portal da Anvisa. 10. SUPERDOSE Estão disponíveis dados sobre a sobredosagem de 52 participantes incluídos no ensaio clínico que, devido a um erro na diluição, receberam 58 microgramas de ComirnatyTM. Os indivíduos vacinados não apresentaram qualquer aumento na reatogenicidade ou reações adversas. Em caso de sobredosagem, recomenda-se a monitoramento dos sinais vitais e o possível tratamento sintomático. Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações. LLD_Bra_CDSv4_19May2021_SMPC_31May2021_v1_COMSUI_11_VPS 30 01/Jul/2021

VACINA COVID-19 (RECOMBINANTE)
INSTITUTO DE TECNOLOGIA EM IMUNOBIOLÓGICOS
 BIO-MANGUINHOS / FIOCRUZ
SUSPENSÃO INJETÁVEL
5 DOSES 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

2
vacina covid-19 (recombinante)
I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
vacina covid-19 (recombinante)
APRESENTAÇÕES
Suspensão injetável em embalagem com 50 frascos-ampola contendo 2,5 mL (5 doses) cada.
VIA INTRAMUSCULAR
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
vacina covid-19 (recombinante) (5 doses)
Cada frasco-ampola contém 5 doses de vacina covid-19 (recombinante). Cada dose de 0,5 mL contém
5 × 1010 partículas virais (pv) de vetor adenovírus recombinante de chimpanzé, deficiente para replicação
(ChAdOx1), que expressa glicoproteína SARS-CoV-2 Spike (S). Produzido em células renais embrionárias
humanas (HEK) 293 geneticamente modificadas.
Esse produto contém organismos geneticamente modificados (OGMs).
Excipientes: L-Histidina, cloridrato de L-histidina monoidratado, cloreto de magnésio hexaidratado,
polissorbato 80, etanol, sacarose, cloreto de sódio, edetato dissódico di-hidratado (EDTA) e água para
injetáveis.
II) INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?
Vacina covid-19 (recombinante) é indicada para a imunização ativa de indivíduos a partir de 18 anos de
idade para a prevenção da doença do coronavírus 2019 (COVID-19).
2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
A vacina covid-19 (recombinante) estimula as defesas naturais do corpo (sistema imune). Isso faz com que o
corpo produza sua própria proteção (anticorpos) contra o vírus causador da COVID-19, o SARS-CoV-2. Isso 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

3
ajudará a proteger você contra a COVID-19 no futuro. Nenhum dos ingredientes dessa vacina pode causar a
COVID-19.
3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Você não deve receber a vacina covid-19 (recombinante):
 Se você já teve uma reação alérgica grave ao princípio ativo ou a qualquer dos ingredientes da vacina
covid-19 (recombinante). Os sinais de uma reação alérgica podem incluir erupção cutânea (manchas
vermelhas na pele) com coceira, falta de ar e inchaço da face ou da língua. Contacte imediatamente o seu
médico ou profissional de saúde ou dirija-se imediatamente ao pronto-socorro do hospital mais próximo se
tiver uma reação alérgica.
 Se você já teve ao mesmo tempo um coágulo sanguíneo importante e baixos níveis de plaquetas
(trombocitopenia), após receber qualquer vacina para a COVID-19.
Se você não tiver certeza quanto a isso, converse com o seu profissional de saúde.
4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Converse com o profissional de saúde antes da vacinação:
 Se você já teve uma reação alérgica grave (anafilaxia) após qualquer injeção de qualquer outra vacina
ou após ter recebido a vacina covid-19 (recombinante) no passado;
 Se você já desmaiou após qualquer injeção com agulha;
 Se seu sistema imune não funciona adequadamente (imunodeficiência) ou se estiver recebendo
medicamentos que enfraquecem o sistema imune (como corticosteroides em doses altas,
imunossupressores ou medicamentos contra o câncer);
 Se você atualmente tem uma infecção grave com febre alta (maior que 38°C). No entanto, uma febre
leve ou uma infecção leve, como um resfriado, não são razões para atrasar a vacinação;
 Se você já teve um coágulo sanguíneo ou baixos níveis de plaquetas no sangue (trombocitopenia) no
passado;
 Se você tem um problema com sangramentos ou aparecimento de marcas roxas ou se você estiver
recebendo medicamentos que afinam o sangue (anticoagulante).
Se você não tiver certeza se qualquer das situações acima se aplica a você, converse com o profissional de
saúde antes de receber a vacina. 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

4
Casos muito raros de coágulos sanguíneos com níveis baixos de plaquetas no sangue foram observados após a
vacinação com a vacina covid-19 (recombinante). A maioria desses casos ocorreu nos primeiros 14 dias após
a vacinação e alguns casos tiveram um resultado fatal. Procure atendimento médico urgente se alguns dias
após a vacinação você:
 sentir uma dor de cabeça grave ou persistente, visão turva, confusão ou convulsões;
 desenvolver falta de ar, dor no peito, inchaço nas pernas, dor nas pernas ou dor abdominal persistente;
 notar hematomas incomuns na pele ou identificar pontos redondos além do local da vacinação.
Como com qualquer vacina, a vacina covid-19 (recombinante) pode não proteger todo mundo que é vacinado
contra a COVID-19. Ainda não se sabe por quanto tempo as pessoas que recebem a vacina estarão protegidas.
Crianças e adolescentes
Não há dados atualmente disponíveis sobre o uso da vacina covid-19 (recombinante) em crianças e
adolescentes menores que 18 anos de idade.
Outros medicamentos e a vacina covid-19 (recombinante)
Informe o seu profissional de saúde se você estiver tomando, se tomou recentemente ou se poderá tomar
qualquer outro medicamento ou vacina.
Dirigir e usar máquinas
A vacina covid-19 (recombinante) não tem efeito conhecido sobre a capacidade de dirigir e usar máquinas.
No entanto, os efeitos colaterais listados no item “8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO
PODE ME CAUSAR?” podem impactar sua capacidade de dirigir e usar máquinas. Se você ficar indisposto,
não dirija ou use máquinas.
Gravidez e amamentação
Categoria C
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
Informe o seu profissional de saúde se você estiver grávida, amamentando, pensando engravidar ou planejando
ter um bebê. Há dados limitados sobre o uso da vacina covid-19 (recombinante) em mulheres grávidas ou
que estejam amamentando. Seu profissional de saúde discutirá com você se você pode receber a vacina.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

5
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.
5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
O profissional de saúde é responsável pelo armazenamento dessa vacina e descarte adequado de qualquer
produto não usado.
A vacina covid-19 (recombinante) deve ser conservada sob refrigeração (2 a 8ºC). Não congelar. Armazenar
na embalagem externa a fim de proteger da luz. Não agitar.
Após a retirada da primeira dose, a vacina covid-19 (recombinante) deve ser administrada em no máximo:
 6 horas se armazenada em temperatura ambiente, até 30ºC, ou
 48 horas sob refrigeração (2 a 8ºC).
O frasco pode ser refrigerado novamente, mas o tempo cumulativo de armazenamento em temperatura
ambiente não deve exceder 6 horas e o tempo total cumulativo de armazenamento não deve exceder 48 horas.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
A vacina covid-19 (recombinante) é uma suspensão incolor a levemente marrom, clara a levemente opaca.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe
alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Modo de Usar
A vacina covid-19 (recombinante) é injetada em um músculo (usualmente no braço).
Durante e após cada injeção da vacina, o profissional de saúde poderá observá-lo por cerca de 15 minutos para
monitorar sinais de uma reação alérgica.
Posologia
Você receberá 2 injeções. Você será informado quando precisará retornar para a segunda injeção da
vacina covid-19 (recombinante). 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

6
A segunda injeção pode ser administrada entre 4 e 12 semanas após a primeira injeção.
Quando a vacina covid-19 (recombinante) é administrada como a primeira injeção, a vacina covid-19
(recombinante) (e não outra vacina para COVID-19) deve ser administrada como segunda injeção para
concluir o esquema de vacinação.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Se você esquecer de retornar no momento programado para a segunda injeção, consulte o profissional de
saúde. É importante que você retorne para a segunda injeção da vacina covid-19 (recombinante).
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.
8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Como todos os medicamentos, essa vacina pode causar efeitos colaterais, apesar de nem todas as pessoas os
apresentarem.
Foram observados coágulos sanguíneos importantes em combinação com níveis baixos de plaquetas no sangue
(trombocitopenia) muito raramente (com uma frequência inferior a 1 em 100.000 indivíduos vacinados).
Procure atendimento médico imediatamente se, alguns dias após a vacinação, você tiver algum dos
seguintes sintomas:
 sentir uma dor de cabeça grave ou persistente, visão turva, confusão ou convulsões
 desenvolver falta de ar, dor no peito, inchaço nas pernas, dor nas pernas ou dor abdominal persistente
 notar hematomas incomuns na pele ou identificar pontos redondos além do local da vacinação
Procure atendimento médico urgente se tiver sintomas de uma reação alérgica grave. Essas reações podem
incluir uma combinação de qualquer um dos seguintes sintomas:
 sensação de desmaio ou tontura
 mudanças no seu batimento cardíaco
 falta de ar ou respiração ofegante 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

7
 inchaço dos lábios, rosto ou garganta
Em estudos clínicos com a vacina, a maioria dos efeitos colaterais foi de natureza leve a moderada e resolvida
dentro de poucos dias. Menos efeitos colaterais foram relatados após a segunda dose.
Se efeitos colaterais como dor e/ou febre estiverem incomodando, informe o seu profissional de saúde, ele
poderá indicar o uso de algum medicamento para alivio destes sintomas, como por exemplo medicamentos
contendo paracetamol.
Após a vacinação, você pode ter mais de um efeito colateral ao mesmo tempo (por exemplo, dores
musculares/articulares, dores de cabeça, calafrios e mal-estar geral). Se algum dos seus sintomas persistir,
consulte o seu profissional de saúde.
Os efeitos colaterais que ocorreram durante os estudos clínicos com a vacina covid-19 (recombinante) foram:
Muito comum (pode afetar mais de 1 em cada 10 pessoas)
 Sensibilidade, dor, sensação de calor, coceira ou hematoma (manchas roxas) onde a injeção é
administrada
 Sensação de indisposição de forma geral
 Sensação de cansaço (fadiga)
 Calafrio ou sensação febril
 Dor de cabeça
 Enjoos (náusea)
 Dor nas articulação ou dor muscular
Comum (pode afetar até 1 em cada 10 pessoas)
 Inchaço, vermelhidão ou um caroço no local da injeção
 Febre
 Enjoos (vômitos) ou diarreia
 Sintomas semelhantes aos de um resfriado como febre acima de 38 °C, dor de garganta, coriza (nariz
escorrendo), tosse e calafrios*.
Incomum (pode afetar até 1 em cada 100 pessoas)
 Sonolência ou sensação de tontura
 Diminuição do apetite
 Dor abdominal
 Linfonodos (ínguas) aumentados 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

8
 Sudorese excessiva, coceira na pele ou erupção na pele
Muito raro
 Coágulos sanguíneos importantes em combinação com níveis baixos de plaquetas no sangue
(trombocitopenia) foram observados com uma frequência inferior a 1 em 100.000 indivíduos
vacinados.
Desconhecida (não pode ser calculada a partir dos dados disponíveis)
 Reação alérgica grave (anafilaxia)
 Inchaços graves nos lábios, face, boca e garganta (que pode causar dificuldade em engolir ou respirar)
Em ensaios clínicos, foram notificados casos muito raros de eventos associados a inflamação do sistema
nervoso, que podem causar dormência, sensação de formigamento e/ ou perda de sensibilidade. No entanto,
não está confirmado se esses eventos foram devido à vacina.
* Algumas pessoas relataram calafrios com tremores (em alguns casos rigidez) e aumento da temperatura
corporal, possivelmente com sudorese, dor de cabeça (incluindo dores semelhantes à enxaqueca), náusea,
dores musculares e mal-estar, começando em até um dia da vacinação e durando geralmente um ou dois dias.
Se a sua febre for alta e durar mais de dois ou três dias, ou se apresentar outros sintomas persistentes, isso
pode não ser devido aos efeitos colaterais da vacina e você deve seguir as orientações apropriadas de acordo
com seus sintomas.
Se você observar qualquer efeito colateral não mencionado nessa bula, informe o profissional de saúde.
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e
segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos
imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião-dentista.
9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA
DESTE MEDICAMENTO?
Não há tratamento específico para uma superdose com a vacina covid-19 (recombinante). No caso de uma
superdose, você deve ser monitorado e receber tratamento sintomático conforme adequado.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a
embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
orientações. 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

9
III) DIZERES LEGAIS
MS 1.1063.0156.001-4
Resp. Téc.: Maria da Luz F. Leal – CRF-RJ Nº 3726
Registrado e fabricado por:
Fundação Oswaldo Cruz
Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos - Bio-Manguinhos
Av. Brasil, 4365 – Manguinhos – Rio de Janeiro – Brasil – CEP: 21040-900
Indústria Brasileira
CNPJ: 33.781.055/0001-35
SAC: 0800 021 0310
VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO
DISPENSAÇÃO SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Esta bula foi aprovada pela ANVISA em 23/04/2021. 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

10
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

11
Histórico de Alteração da Bula
Dados da submissão eletrônica Dados da Notificação/petição que altera a bula Dados das alterações de Bula
Data do
expediente

Expediente Assunto Data do
expediente Nº Expediente Assunto Data da
aprovação Itens de bula
Versões
(VP/VPS
)
Apresentações
relacionadas
16/03/2021 1025255210
PRODUTO
BIOLÓGICO -
Inclusão Inicial
de Texto de
Bula – publicação
no Bulário - RDC
60/12.
29/01/2021 0 3 8 8 8 51/21-
7
PRODUTO
BIOLÓGICO -
REGISTRO DE
PRODUTO
12/03/2021 VERSÃO INICIAL VP/VPS SUS INJ CT 50 FA VD TRANS X
2,5 ML
31/03/2021 1233368219
10456 -
PRODUTO
BIOLÓGICO -
Notificação de
Alteração de
Texto de Bula –
publicação no
Bulário RDC
60/12
NA NA NA NA
8. QUAIS OS
MALES QUE
ESTE
MEDICAMENT
O PODE ME
CAUSAR?
VP/VPS SUS INJ CT 50 FA VD TRANS X
2,5 ML 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

12
09/04/2021 1365103210
10456 -
PRODUTO
BIOLÓGICO -
Notificação de
Alteração de
Texto de Bula –
publicação no
Bulário RDC
60/12
NA NA NA NA
4.O QUE
DEVO
SABER
ANTES DE
USAR ESTE
MEDICAM
ENTO?
VP/VPS SUS INJ CT 50 FA VD TRANS X
2,5 ML
23/04/2021
10456 -
PRODUTO
BIOLÓGICO -
Notificação de
Alteração de
Texto de Bula –
publicação no
Bulário RDC
60/12
NA NA NA NA
3. Quando não devo
usar este
medicamento?
4. O que devo saber
antes de usar este
medicamento?
8. Quais os males
que este
medicamento pode
me causar?
VP/VPS SUS INJ CT 50 FA VD TRANS X
2,5 ML 
Vacina covid-19 (recombinante)_paciente_versão 004

DIZERES DE TEXTO DE BULA – PROFISSIONAL DA SAÚDE
Vacina adsorvida covid-19 (inativada)
APRESENTAÇÃO
Suspensão injetável.
Apresentação monodose:
- Cartucho com 40 frascos-ampola com uma dose de 0,5 mL contendo 600 SU do antígeno do vírus
inativado SARS-CoV-2 cada.
Apresentação multidose
- Cartucho com 20 frascos-ampola com 10 doses de 0,5 mL contendo 600 SU do antígeno do vírus
inativado SARS-CoV-2 cada.
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) deve ser administrada por VIA INTRAMUSCULAR. NÃO
UTILIZE A VACINA POR VIA INTRAVENOSA, SUBCUTÂNEA OU INTRADÉRMICA.
USO ADULTO.
COMPOSIÇÃO
Cada dose de 0,5 mL de suspensão injetável contém 600 SU do antígeno do vírus inativado SARSCoV-2.
Excipientes: hidróxido de alumínio, hidrogenofosfato dissódico, di-hidrogenofosfato de sódio,
cloreto de sódio, água para injetáveis e hidróxido de sódio para ajuste de pH.
Este produto não contém conservantes.
INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
1. INDICAÇÕES
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) é indicada para imunização ativa para prevenção de casos de
COVID-19, doença causada pelo vírus SARS-CoV-2, em indivíduos com 18 anos ou mais que sejam
suscetíveis ao vírus.
O esquema vacinal completo com duas doses é necessário para obter a resposta imune esperada para a
prevenção de COVID-19. A proteção em indivíduos com esquemas incompletos não foi avaliada nos
estudos clínicos.
Não há estudos que demonstrem proteção da vacina adsorvida covid-19 (inativada) contra a infecção por
SARS-CoV-2, uma vez que o objetivo dos estudos realizados até o momento foi o de avaliar a eficácia
para a proteção contra a doença causada pelo SARS-CoV-2. Portanto, as pessoas que receberem o 

IBPSCORONA23042021 Página 2 de 10
esquema de imunização deverão manter as medidas de prevenção contra infecção por SARS-CoV-2
para diminuir o risco de infecção e transmissão do SARS-CoV-2 a contactantes. Em particular,
profissionais de saúde, devem manter a utilização das medidas de biossegurança para evitar a infecção e
transmissão do SARS-CoV-2.
2. RESULTADOS DE EFICÁCIA
Um estudo clínico de fase I / II randomizado, duplo-cego e controlado por placebo foi conduzido em
adultos com idade entre 18-59 anos e idosos com 60 anos ou mais. Os desfechos de avaliação da
imunogenicidade foram avaliados com o conjunto por protocolo (PPS, sigla em inglês) nos estudos
clínicos de fase II, e os resultados dos ensaios clínicos do conjunto de análise completo (FAS, sigla em
inglês) foram consistentes com as conclusões do conjunto PPS.
Os desfechos da avaliação da imunogenicidade incluem as taxas de soroconversão e a média geométrica
dos títulos (GMT, sigla em inglês). A soroconversão é definida como uma mudança de soronegativa
(<1:8) para soropositiva (≥1:8) ou um aumento de 4 vezes dos títulos basais se soropositivo. O ensaio de
anticorpos séricos foi realizado usando o método padrão da Organização Mundial de Saúde, ou seja,
método de teste de inibição citopática. Os resultados são apresentados na tabela abaixo.
Tabela 1 Taxa de soroconversão do anticorpo neutralizante da população com 18 anos ou mais
no dia 28 após a 2ª vacinação (PPS)
Grupo do
estudo
Esquema de 0, 14 dias Esquema de 0, 28 dias
N
Taxa de
soroconversão
(95% CI)
GMT
(95% CI) N
Taxa de
soroconversão
(95% CI)
GMT
(95% CI)
Adultos de 18
a 59 anos 118 92,37 (86,01-96,45) 27,6 (22,7-33,5) 117 97,44 (92,69-99,47) 44,1 (37,2-52,2)
Idosos com
60 anos ou
mais
 98 97,96 (92,82-9,75) 42,2 (35,2-50,6)
Em estudo de fase III conduzido no Brasil com professionais de saúde maiores de 18 anos em contato
direto com pacientes com COVID-19, avaliou-se a eficácia da vacina em esquema de duas doses com
intervalo de duas semanas em comparação a um grupo que recebeu placebo (alocação 1:1).
A análise foi realizada considerando casos de COVID-19 apresentando, ao menos, dois dias de sintomas
associados à doença e com RT-PCR de swab respiratório confirmado para detecção do vírus SARSCoV-2. Os casos foram classificados conforme sua intensidade usando a Escala de Progressão Clínica
de COVID-19 da Organização Mundial da Saúde e são apresentados considerando os seguintes
parâmetros: Score 2 para casos leves com sintomas que não precisam de assistência, Score 3 para casos
leves que precisam de algum tipo de assistência e Score 4 ou superior para casos moderados e graves
que precisam de internação hospitalar.
Dos 4653 participantes analisados no grupo vacinal, 186 tinham 60 anos de idade ou mais e dos 4589
participantes no grupo placebo, 176 tinham 60 anos de idade ou mais. A análise de eficácia vacinal foi 

IBPSCORONA23042021 Página 3 de 10
avaliada sob o suposto de riscos proporcionais através de um modelo de regressão de Cox ajustado por
faixa etária. Embora, os dados de eficácia para pessoas maiores de 60 anos não são conclusivos com
esse número de participantes.
Tabela 2 Eficácia vacinal em 9242 profissionais de saúde em contato direto com pacientes com COVID-19
 Vacina
n = 4653
Pessoas- tempo
(100s de anos): 7,24
Placebo
n = 4589
Pessoas- tempo
(100s de anos): 7,06
Eficácia
vacinal (IC95) p
Grupo de análise Casos Incidência Casos Incidência
Todos os casos sintomáticos de
COVID-19 (Score 2 ou superior) 85 11,74
(9,38 – 14,52) 167 23,64
(20,19 – 27,51)
50,39%
(35,26 – 61,98) 0,0049*
* Estatisticamente significante
Houve 6 casos moderados (Score 4 e 5) e 1 caso grave (Score 6) entre os participantes do grupo placebo
e nenhum entre os participantes do grupo que recebeu a vacina. Essa diferença não é estatisticamente
significante.
- Intervalo de dose: O esquema posológico foi avaliado com intervalo entre as doses de 14 a 28 dias,
porém os estudos de imunogenicidade fase 2 indicam uma melhor resposta imunológica da vacina com
intervalo de 28 dias. O significado deste achado para a eficácia ainda não foi determinado.
- Resultados de eficácia em Idosos: O número de casos de COVID-19 em indivíduos ≥ 60 anos de idade
foi muito pequeno para qualquer conclusão sobre a eficácia nesta população. Foram observados 3 casos
de COVID-19 no braço placebo e 2 casos no braço de indivíduos vacinados.
- Resultados de eficácia em indivíduos sem infecção prévia por SARS-CoV-2 (Soronegativos): os dados
clínicos obtidos não permitem conclusão de eficácia em indivíduos soronegativos para SARS-CoV-2.
3. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS
A vacinação com a vacina adsorvida covid-19 (inativada) estimula o corpo a induzir imunidade contra o
vírus SARS-CoV-2 para a prevenção de doenças causadas pelo mesmo. Com base nos dados clínicos
completos de imunogenicidade e segurança da vacina, sugere-se que a vacina pode ter um valor
potencial de aplicação clínica. No entanto, uma vez que o estudo sobre o efeito protetor contra COVID19 ainda não foi concluído, o efeito protetor desta vacina contra COVID-19 não pode ser determinado.
O corpo demora algum tempo para produzir anticorpos neutralizantes após a vacinação e durante este
tempo devem ser tomadas medidas de proteção adequadas.
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) contém o antígeno do vírus inativado SARS-CoV-2.
Ainda não foi determinado se doses de reforço do produto serão necessárias.
4. CONTRAINDICAÇÕES
Em caso de qualquer uma das seguintes condições, o uso da vacina adsorvida covid-19 (inativada) é
contraindicado:
 Alergia a qualquer um dos componentes desta vacina
 Pacientes com febre, doença aguda e início agudo de doenças crônicas 

IBPSCORONA23042021 Página 4 de 10
5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES
 Agite bem antes da administração;
 Não use se o frasco da vacina estiver rachado, com rótulo mal impresso ou apagado, ou se
houver um corpo estranho no frasco da vacina;
 A apresentação monodose deve ser administrada imediatamente após a abertura do frasco;
 A apresentação multidose da vacina pode ser utilizada em até 08 horas, desde que mantida em
condições assépticas e sob temperatura entre +2ºC e +8ºC.
 Certifique-se de que o volume aspirado é de 0,5 mL, o que corresponde a uma dose da vacina;
 Pacientes que fazem uso de imunoglobulina humana devem ser vacinados com esta vacina com
pelo menos um mês de intervalo, de forma a não interferir na resposta imunológica;
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) não deve, sob circunstância alguma, ser administrada por
via intravenosa, subcutânea ou intradérmica.
Esta vacina, assim como para todas as vacinas injetáveis, deve ser administrada com precaução em
indivíduos com trombocitopenia ou coagulopatias, uma vez que podem ocorrer hemorragias após a
aplicação intramuscular nestes pacientes.
Assim como ocorre com todas as vacinas injetáveis, supervisão e tratamento médico adequado devem
sempre estar prontamente disponíveis no caso de uma reação anafilática rara após a administração da
vacina.
Se a vacina for utilizada em pessoas com deficiência na produção de anticorpos, seja por problemas
genéticos, imunodeficiência ou terapia imunossupressora, a resposta imunológica pode não ser
alcançada.
Uso na gravidez e lactação:
Estudos em animais não demonstraram risco fetal, mas também não há estudos controlados em mulheres
grávidas.
Gravidez – Categoria B
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.
Não existe informação sobre o uso da vacina durante a lactação.
Uso pediátrico:
Não há resultados de estudos conduzidos com a vacina adsorvida covid-19 (inativada) na população
pediátrica.
Uso em idosos:
Ver seção de RESULTADOS DE EFICÁCIA.
6. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
A resposta esperada à imunização pode ser afetada pelo uso de medicamentos que afetem a resposta
imune. 

IBPSCORONA23042021 Página 5 de 10
O uso de imunização passiva contra SARS-CoV-2 pode interferir com a vacina e impedir que seja
gerada a resposta imune esperada.
Não existe informação sobre intercambialidade da vacina adsorvida covid-19 (inativada) com outras
vacinas que produzam resposta imune contra o SARS-CoV-2.
7. CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO MEDICAMENTO
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) deve ser armazenada e transportada sob refrigeração, entre
+2ºC e +8ºC, protegida da luz. A vacina não deve ser congelada.
Desde que mantida sob refrigeração, entre +2ºC e +8ºC, e protegida da luz, o prazo de validade da
vacina adsorvida covid-19 (inativada) é de 12 meses, a partir da data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade*: vide embalagem.
*O prazo de validade aprovado para este uso emergencial é de 12 meses a partir da data de fabricação.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde o medicamento em sua
embalagem original.
Ambas as apresentações da vacina adsorvida covid-19 (inativada) não contém conservantes. A
apresentação monodose deve ser usada imediatamente após abertura.
A apresentação multidose depois de aberta pode ser utilizada em até 08 horas, desde que mantida
em condições assépticas e sob temperatura entre +2ºC e +8ºC.
Características organolépticas:
Esta vacina é uma suspensão injetável, opalescente, com possível formação de precipitado estratificado,
que pode ser disperso com agitação. Nenhum aglomerado deve ser encontrado ao agitar.
Esta vacina não deve ser utilizada caso haja alteração na coloração ou presença de partículas estranhas.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
8. POSOLOGIA E MODO DE USAR
Posologia:
Cada dose de 0,5 mL da vacina adsorvida covid-19 (inativada) contém 600 SU de antígeno do vírus
inativado SARS-CoV-2.
Modo de usar:
O esquema de imunização é de 2 doses de 0,5 mL com intervalo de 2-4 semanas entre as doses.
Recomenda-se a administração da vacina na região deltoide da parte superior do braço por via
intramuscular.
Agite o frasco-ampola antes do uso.
Ainda não foi determinado se doses de reforço do produto serão necessárias. 


IBPSCORONA23042021 Página 7 de 10
9. REAÇÕES ADVERSAS
Os eventos adversos estão classificados de acordo com a frequência utilizando a seguinte convenção:
Muito comum: ≥ 10%
Comum: ≥ 1% e <10%
Incomum: ≥ 0,1% e <1%
Raro: ≥ 0,01% e <0,1%
Muito raro: < 0,01% incluindo relatos isolados
Desconhecido: (não pode ser estimado a partir dos dados disponíveis)
Estudos clínicos de fase I / II foram realizados em 1.165 adultos e idosos com 18 anos ou mais, e um
total de 924 indivíduos receberam duas doses de imunização básica. A observação sistemática de
acompanhamento de segurança foi realizada dentro de 7 dias após cada dose de vacinação. Os eventos
adversos foram coletados por meio de notificações dos participantes e acompanhamento regular dos
investigadores dentro de 8-30 dias após cada dose. Foi observada a ocorrência de um caso de
hipersensibilidade aguda com manifestação de urticária 48 h após a primeira dose da vacina no Estudo
de fase I/II em adultos entre 18 a 59 anos, que foi classificada como severa de Grau 3 e considerado
possivelmente relacionado à vacinação. A incidência global de reações adversas nos indivíduos
vacinados com a dose alvo foi de 23,73%, dos quais 23,24% foram leves e 1,94% moderadas.
A análise de segurança preliminar do estudo clínico fase III realizada com 5.051 participantes adultos
(18-59 anos) e idosos (com mais de 60 anos) que receberam o esquema completo com 2 doses da vacina
mostrou que a frequência geral de ocorrência de reações adversas solicitadas (locais e sistêmicas) até 7
dias após a administração da segunda dose foi de 50,8% no grupo dos adultos e 36,4% no grupo dos
idosos. Para as reações adversas não solicitadas (locais e sistêmicas) até 7 dias após a administração da
segunda dose, a frequência geral de ocorrência foi de 9,2% no grupo de adultos e 8,1% no grupo de
idosos. A reação mais comum observada depois da segunda dose da vacina em ambos os grupos foi dor
no local da administração, que ocorreu em 40,1% dos adultos e 27,8% dos idosos. A grande maioria das
reações adversas observadas foram de Grau 1/2 e não ocorreu nenhuma reação adversa grave.
 Reações adversas observadas a partir dos estudos clínicos fase I/II em Adultos (18-59 anos) e
Idosos (com mais de 60 anos):
- Reação muito comum (> 1/10)
o Local: dor
- Reação comum (> 1/100 e ≤ 1/10)
o Sistêmica: fadiga, febre, mialgia, diarreia, náusea, dor de cabeça
- Reação incomum (> 1/1000 e ≤ 1/100) 

IBPSCORONA23042021 Página 8 de 10
o Sistêmica: vômitos, dor abdominal inferior, distensão abdominal, tonturas, tosse, perda
de apetite, hipersensibilidade, pressão arterial elevada, hipersensibilidade alérgica ou
imediata
o Local: coloração anormal no local da administração, inchaço, prurido, eritema,
hipoestesia local, endurecimento
 Reações adversas observadas a partir do estudo clínico fase III em Adultos (18-59 anos) até 7
dias após a administração da segunda dose da vacina:
- Reação muito comum (> 1/10)
o Sistêmica: cefaleia, fadiga
o Local: dor
- Reação comum (> 1/100 e ≤ 1/10)
o Sistêmica: náusea, diarreia, mialgia, calafrios, perda de apetite, tosse, artralgia, prurido,
rinorreia, congestão nasal
o Local: eritema, inchaço, enduração, prurido
- Reação incomum (> 1/1000 e ≤ 1/100)
o Sistêmica: vômito, febre, exantema, reação alérgica, dor orofaríngea, odinofagia,
espirros, astenia, tontura, dor abdominal, sonolência, mal estar, rubor, dor nas
extremidades, dor abdominal superior, dor nas costas, vertigem, dispneia, edema,
o Local: hematoma
 Reações adversas observadas a partir do estudo clínico fase III em Idosos (acima de 60 anos)
até 7 dias após a administração da segunda dose da vacina:
- Reação muito comum (> 1/10)
o Local: dor
- Reação comum (> 1/100 e ≤ 1/10)
o Sistêmica: náusea, diarreia, cefaleia, fadiga, mialgia, tosse, artralgia, prurido, rinorreia,
odinofagia, congestão nasal
o Local: prurido, eritema, edema local, enduração
- Reação incomum (> 1/1000 e ≤ 1/100)
o Sistêmica: vômito, calafrios, diminuição de apetite, reação alérgica, astenia, tontura,
equimose, hipotermia, desconforto nos membros
o Local: hematoma
Além disso, existem riscos teóricos de que indivíduos vacinados poderiam desenvolver Doença
Agravada pela Vacina, ou seja, ter uma doença mais grave do que teria caso não tivesse tomado a
vacina, mas até o momento não há relato que isso tenha acontecido com o vírus que causa a COVID-19.
Esta vacina foi testada anteriormente em animais e estes não apresentaram esta forma de infecção mais
grave
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e
segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos
adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, notifique os eventos adversos pelo Sistema
VigiMed, disponível no Portal da Anvisa.
Notifique qualquer queixa técnica relacionada ao produto pelo Sistema Notivisa, disponível no
Portal da Anvisa 

IBPSCORONA23042021 Página 9 de 10
10. SUPERDOSE
Nos estudos de Fase I/II foi utilizada uma dose equivalente a duas vezes a dose recomendada sem que se
apresentassem diferenças na frequência de eventos adversos. Não há dados disponíveis a respeito de
superdosagem com doses maiores.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 7226001, se você precisar de mais orientações.
DIZERES LEGAIS:

Farmacêutico Responsável:
Dr. Lucas L. de M. e Silva
CRF-SP nº 61.318
Apresentação monodose:
Fabricado por:
SINOVAC LIFE SCIENCES CO., LTD.
No. 21, Tianfu Street,
Daxing Biomedicine Industrial Base of Zhongguancun Science Park,
Daxing District, Beijing, China
Importado por:
INSTITUTO BUTANTAN
Av. Dr. Vital Brasil, 1500, Butantã
CEP: 05503-900 - São Paulo/SP
CNPJ: 61.821.344/0001-56
Indústria Brasileira
Apresentação multidose:
Fabricado por:
SINOVAC LIFE SCIENCES CO., LTD.
No. 21, Tianfu Street,
Daxing Biomedicine Industrial Base of Zhongguancun Science Park,
Daxing District, Beijing, China
Importado, Envasado e Embalado por:
INSTITUTO BUTANTAN
Av. Dr. Vital Brasil, 1500, Butantã
CEP: 05503-900 - São Paulo/SP
CNPJ: 61.821.344/0001-56
Indústria Brasileira
Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC): 0800 701 2850
e-mail: [email protected]
Venda sob prescrição médica. 

VACINA COVID-19 (RECOMBINANTE)
INSTITUTO DE TECNOLOGIA EM IMUNOBIOLÓGICOS
 BIO-MANGUINHOS / FIOCRUZ
SUSPENSÃO INJETÁVEL
5 DOSES 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 2
I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
vacina covid-19 (recombinante)
APRESENTAÇÕES
Cartucho contendo suspensão injetável da vacina covid-19 (recombinante) com 50 frascos-ampola com
2,5 mL (5 doses) cada.
VIA INTRAMUSCULAR
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
Cada frasco-ampola contém 5 doses da vacina covid-19 (recombinante). Cada dose de 0,5 mL contém
5 × 1010 partículas virais (pv) do vetor adenovírus recombinante de chimpanzé, deficiente para replicação
(ChAdOx1), que expressa a glicoproteína SARS-CoV-2 Spike (S). Produzido em células renais embrionárias
humanas (HEK) 293 geneticamente modificadas.
Esse produto contém organismos geneticamente modificados (OGMs).
Excipientes: L-Histidina, cloridrato de L-histidina monoidratado, cloreto de magnésio hexaidratado,
polissorbato 80, etanol, sacarose, cloreto de sódio, edetato dissódico di-hidratado (EDTA) e água para
injetáveis.
II) INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
1. INDICAÇÕES
A vacina covid-19 (recombinante) é indicada para a imunização ativa de indivíduos a partir de 18 anos de
idade para a prevenção da doença do coronavírus 2019 (COVID-19).
2. RESULTADOS DE EFICÁCIA
Eficácia clínica
Análise primária dos dados agrupados dos estudos COV001, COV002, COV003 e COV005
A vacina covid-19 (recombinante) foi avaliada com base em dados agrupados de quatro estudos controlados,
randomizados, cegos e em andamento: um estudo de Fase I/II, COV001 (NCT04324606), em adultos sadios de 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 3
18 a 55 anos de idade no Reino Unido; um estudo de Fase II/III, COV002 (NCT04400838), em adultos ≥
18 anos de idade (incluindo idosos) no Reino Unido; um estudo de Fase III, COV003 (ISRCTN89951424), em
adultos ≥ 18 anos de idade (incluindo idosos) no Brasil; e um estudo Fase I/II, COV005 (NCT04444674), em
adultos entre 18 e 65 anos de idade na África do Sul. Os estudos excluíram indivíduos com histórico de
anafilaxia ou angioedema, doenças cardiovasculares, gastrointestinais, hepáticas, renais, endócrinas/
metabólicas graves e/ ou não controladas e doenças neurológicas, bem como aqueles com imunossupressão
grave. Nos estudos COV001 e COV002, as vacinações para influenza sazonal e pneumocócica foram
permitidas (pelo menos 7 dias antes ou depois da vacina do estudo).
Todos os indivíduos serão acompanhados por até 12 meses, para avaliações da segurança e eficácia contra a
doença COVID-19.
Na análise agrupada para eficácia (COV002 e COV003), indivíduos ≥ 18 anos de idade receberam duas doses
da vacina covid-19 (recombinante) (N=8.597) ou controle (vacina meningocócica ou soro fisiológico)
(N=8.581).
Devido a restrições logísticas, o intervalo entre a dose 1 e a dose 2 variou de 3 a 28 semanas com 77,0% dos
participantes recebendo suas duas doses dentro do intervalo de 4 a 12 semanas.
Os dados demográficos basais foram bem equilibrados entre os grupos de tratamento com a vacina covid-19
(recombinante) e o controle. Na análise agrupada, dentre os participantes que receberam a vacina covid-19
(recombinante), 94,1% dos indivíduos tinham de 18 a 64 anos de idade (8,2% com 65 anos de idade ou mais);
56,0% dos indivíduos eram mulheres; 74,9% eram brancos, 10,1% negros e 3,7% asiáticos. No total, 3.056
(35,5%) indivíduos tinham pelo menos uma comorbidade pré-existente (definida como IMC ≥30 kg/m2
, doença
cardiovascular, doença respiratória ou diabetes). No momento da análise primária, a mediana do tempo de
acompanhamento após a dose 1 e após a dose 2 foi 4,7 meses e
2,7 meses, respectivamente.
A determinação final dos casos de COVID-19 foi feita por um comitê de avaliação que também designou a
gravidade da doença de acordo com a escala de progressão clínica da OMS. No total, 332 indivíduos tiveram
COVID-19 pelo SARS-CoV-2 virologicamente confirmado (por testes de amplificação de ácido nucleico)
ocorrendo ≥ 15 dias após a segunda dose com pelo menos um sintoma de COVID-19 (febre objetiva (definida
como ≥ 37,8°C), tosse, falta de ar, anosmia ou ageusia) e sem evidência de infecção prévia pelo SARS-CoV-2.
A vacina covid-19 (recombinante) reduziu significantemente a incidência de COVID-19 sintomático em
comparação com o grupo controle (vide Tabela 1). 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 4
Tabela 1 – Eficácia da vacina covid-19 (recombinante) contra a COVID-19a
População
vacina covid-19
(recombinante) Controle
Eficácia da
Vacina % (IC)
N Número de casos de
COVID-19, n (%) N Número de casos de
COVID-19, n (%)
Análise interina (data de corte: 04 Nov 2020)
Primária (vide
acima) 5.807 5829

Casos de COVID19 30 (0,52) 101 (1,73) 70,42
(54,84; 80,63)a
Hospitalizaçõesb
 0 5 (0,09)
Doenças gravesc
 0 1 (0,02)
Análise atualizada (data de corte: 07 Dez 2020)
Primária (vide
acima) 8.597 8.581
Casos de
COVID-19
84 (1,0) 248 (2,9) 66,7 (57,4; 74,0)d
Hospitalizaçõesb
 0 9 (0,1) 100 (50,2; NA)
Doenças gravesc
 0 2 (<0,1) -
N = Número de indivíduos incluídos em cada grupo; n = Número de indivíduos com um evento confirmado; IC = Intervalo
de confiança; NA = Não avaliado; a
 IC 95,84%; b
 Escala de gravidade da OMS ≥4; c
 Escala de gravidade da OMS ≥ 6; d
 IC
95%.
Na análise interina, os indivíduos que tinham uma ou mais comorbidades tiveram uma eficácia da vacina de
73,43% [IC 95%: 48,49; 86,29]; 11 (0,53%) vs 43 (2,02%) para a vacina covid-19 (recombinante) (N=2.070)
e o controle (N=2,113), respectivamente; que foi similar à eficácia da vacina observada na população geral. Na
análise atualizada, a eficácia da vacina neste subgrupo de participantes com uma ou mais comorbidades foi de
62,7% (IC 95%: 44,8; 74,8 [vacina covid-19 (recombinante) 34/3.056 versus controle 93/3.102]).
O número de casos de COVID-19 em indivíduos ≥ 65 anos de idade foi muito pequeno para qualquer conclusão
sobre a eficácia. Para essa subpopulação, estão disponíveis dados de imunogenicidade, conforme descrito
abaixo. Na análise interina houve 2 casos de COVID-19 em 660 participantes. Na análise atualizada, houve 12
casos em 1.383 participantes (4 para vacina covid-19 (recombinante) versus 8 para controle; Eficácia da
vacina = 51,9% [IC 95%፦60,0; 85,5]). A maioria de participantes ≥ 65 anos recebeu suas doses com um
intervalo menor do que 6 semanas.
O nível de proteção obtido de uma única dose SD da vacina covid-19 (recombinante) foi avaliado em uma
análise exploratória que incluiu indivíduos que receberam uma dose. Os participantes foram censurados da
análise no primeiro momento em que receberam uma segunda dose ou 12 semanas após a dose 1. Nessa 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 5
população, a eficácia da vacina a partir de 22 dias após a dose 1 foi de 73,0% (IC 95%: 48,8; 85,8 [vacina
covid-19 (recombinante) 12/7.998 vs controle 44/7.982]). Na análise atualizada, a eficácia foi de 69,2% (IC
95%: 48,5; 82,4 [vacina covid-19 (recombinante) 20/11.044 vs controle 65/11.015]).
Análises exploratórias mostraram que o aumento da imunogenicidade foi associado a um intervalo de dose mais
longo (consulte a Tabela 3 de imunogenicidade). Os resultados de eficácia das análises de subgrupos utilizando
o conjunto de dados atualizado foram consistentes com os dados de imunogenicidade (Tabela 2).
Tabela 2 – Eficácia da vacina covid-19 (recombinante) por intervalo de dosea
Intervalo de
dose
Vacina covid-19
(recombinante) Controle
Eficácia da Vacina
% (IC 95%)
N Número de casos de
COVID-19, n (%) N Número de casos de
COVID-19, n (%)
< 6 semanas 3.905 35 (0,9) 3.871 76 (2,0) 55,1
(33,0; 69,9)
6-8 semanas 1.124 20 (1,8) 1.023 44 (4,3) 59,7
(31,7; 76,3)
9-11 semanas 1.530 14 (0,9) 1.594 52 (3,3) 72,3
(50,0; 84,6)
≥ 12 semanas 2.038 15 (0,7) 2.093 76 (3,6) 80,0
(65,2; 88,5)
N = Número de indivíduos incluídos em cada grupo; n = Número de indivíduos com um evento confirmado; IC = Intervalo
de confiança; a
 Dados da análise atualizada (data de corte de 07 de Dezembro de 2020).
Imunogenicidade
Após a vacinação com a vacina covid-19 (recombinante), em indivíduos que eram soronegativos no basal, a
soroconversão (conforme medida por um aumento ≥ 4 vezes do basal em anticorpos ligantes à proteína S) foi
demonstrada em ≥ 98% dos indivíduos em 28 dias após a primeira dose e > 99% em 28 dias após a segunda.
Anticorpos ligantes à proteína S mais elevados foram observados com intervalo crescente de dose (Tabela 2).
Tendências similares foram observadas entre as análises dos anticorpos neutralizantes e anticorpos de ligantes à
proteína S. Uma correlação imunológica de proteção não foi estabelecida; portanto o nível de resposta imune
que proporciona proteção contra COVID-19 é desconhecida.
Tabela 3 – Resposta de anticorpo ligante à proteína S do SARS CoV-2 com a vacina covid-19
(recombinante) a,b
População
Basal 28 dias após a dose 1 28 dias após a dose 2
GMT
(IC 95%)
GMT
(IC 95%)
GMT
(IC 95%) 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 6
População
Basal 28 dias após a dose 1 28 dias após a dose 2
GMT
(IC 95%)
GMT
(IC 95%)
GMT
(IC 95%)
Geral (N=1.538) 57,1 (53,8;
60,6)
(N=1.466) 8.358,0
(7.879,2; 8.866,0)
(N=1.511) 30.599,8
(29.137,1; 32.135,9)
Intervalo de Dose
< 6 semanas (N=578) 61,4 (55,3;
68,0)
(N=578) 8.184,5 (7.423,9;
9.023,1)
(N=564) 21.384,2
(19.750,7; 23.152,8)
6-8 semanas (N=339) 56,1 (49,6;
63,3)
(N=290) 9.103,9 (8.063,1;
10.279,1)
(N=331) 28.764,8
(25.990,8; 31.834,9)
9-11 semanas (N=331) 53,6 (47,5;
60,4)
(N=309) 8.120,9 (7.100,2;
9.288,4)
(N=327) 37.596,1
(34.494,2; 40.976,8)
≥ 12 semanas (N=290) 54,3 (47,6;
61,9)
(N=289) 8.249,7 (7.254,5;
9.381,4)
(N=289) 52.360,9
(47.135,2; 58.165,9)
N = Número de indivíduos incluídos em cada grupo; GMT = Média geométrica do título; IC = Intervalo de confiança; S = Spike
a
 Resposta imune avaliada usando um imunoensaio multiplex; b em indivíduos soronegativos que receberam duas doses recomendadas
de vacina.
A resposta imune observada em indivíduos com uma ou mais comorbidades foi consistente com a população
geral.
Altas taxas de soroconversão foram observadas em idosos (≥ 65 anos) após a primeira (97,3% N=149), e a
segunda dose (100,0% N= 156). O aumento nos anticorpos ligantes à proteína S 28 dias após segunda dose foi
numericamente menor para indivíduos ≥ 65 anos de idade (GMT=19.258,5 [N=161, IC 95%: 16.650,4;
22.275,1]) em comparação com indivíduos com idade entre 18-64 anos (GMT=32.337,1 [N=1.350, IC 95%:
30.720,8; 34.038,4]). A maioria dos indivíduos ≥ 65 anos de idade teve um intervalo de dose < 6 semanas, o
que pode ter contribuído aos títulos numericamente menores observados.
Em indivíduos com evidência sorológica de infecção prévia ao SARS-CoV-2 no basal (GMT=10.979, [N=36;
IC 95%: 6.452,7; 18.680 ]), os títulos de anticorpo S atingiram o pico em 28 dias após a dose 1 (GMT=
139.010,4 [N=35; IC 95%: 95.429,0 ; 202.495,1]), porém não aumentaram mais após a segunda dose.
As respostas de célula T específicas para a proteína Spike, conforme medido por ensaio imunospot com ligação
enzimática IFN-ɣ (ELISpot) foram induzidas após uma primeira dose da vacina covid-19 (recombinante) e
não aumentaram adicionalmente após uma segunda dose.
Referências Bibliográficas
M. Voysey, S. A. C. Clemens, S. A. Madhi, et al.
Safety and efficacy of the ChAdOx1 nCoV-19 vaccine (AZD1222) against SARS-CoV-2: an interim analysis
of four randomised controlled trials in Brazil, South Africa, and the UK. 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 7
Lancet, 2020 Dec 8, Doi: 10.1016/S0140-6736(20)32661-1.
3. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS
Propriedades Farmacodinâmicas
Mecanismo de ação
A vacina covid-19 (recombinante) é uma vacina monovalente composta por um único vetor adenovírus
recombinante de chimpanzé, deficiente para replicação (ChAdOx1), que expressa a glicoproteína S do SARSCoV-2. Após a administração, a glicoproteína S do SARS-CoV-2 é expressada localmente estimulando
anticorpos neutralizantes e resposta imune celular.
Propriedades Farmacocinéticas
Não aplicável.
Dados de segurança pré-clínica
Os dados pré-clínicos obtidos dos estudos de toxicologia e tolerância local com vacinas em investigação
utilizando a mesma tecnologia da vacina de vetor adenoviral ChAdOx1 como a vacina covid-19
(recombinante), concluíram que a tecnologia ChAdOx1 foi bem tolerada em camundongos e não foi associada
com qualquer efeito adverso.
Mutagenicidade e carcinogenicidade
vacina covid-19 (recombinante) é uma vacina e, como tal, estudos de genotoxicidade (mutagenicidade) e
carcinogenicidade não foram realizados.
Toxicologia reprodutiva
Os estudos de toxicidade reprodutiva em animais ainda não foram concluídos.
4. CONTRAINDICAÇÕES
Hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer dos excipientes da vacina covid-19 (recombinante).
Pacientes que sofreram trombose venosa e/ou arterial importante em combinação com trombocitopenia após
vacinação com qualquer vacina para a COVID-19.
5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 8
Hipersensibilidade e anafilaxia
Reações de hipersensibilidade, incluindo anafilaxia e angioedema, ocorreram após a administração de vacina
covid-19 (recombinante) no período pós-comercialização (vide seção Reações Adversas).
Como com todas as vacinas injetáveis, o tratamento e a supervisão médica adequada devem estar prontamente
disponíveis no caso de evento anafilático após a administração da vacina. Recomenda-se observação atenta por
pelo menos 15 minutos após a vacinação.
A segunda dose da vacina não deve ser administrada a quem já teve anafilaxia com a primeira dose da vacina
covid-19 (recombinante).
Reações relacionadas à ansiedade
Reações relacionadas à ansiedade, incluindo reações vasovagais (síncope), hiperventilação ou reações
relacionadas ao estresse podem ocorrer em decorrência da vacinação como uma resposta psicogênica à injeção
da agulha. É importante que sejam tomadas precauções para evitar ferimentos causados por desmaios.
Enfermidades concomitantes
Como com outras vacinas, a administração da vacina covid-19 (recombinante) deve ser postergada em
indivíduos que estejam sofrendo de uma enfermidade febril aguda grave. No entanto, a presença de uma
infecção menor, como um resfriado e/ou febre de baixo grau não deve retardar a vacinação.
Tromboembolismo e trombocitopenia
Uma combinação muito rara e grave de trombose e trombocitopenia, em alguns casos acompanhada de
hemorragia, foi observada após a vacinação com a vacina covid-19 (recombinante) durante o uso póscomercialização, incluindo trombose venosa em locais incomuns, como trombose dos seios venosos cerebrais,
trombose da veia esplênica e trombose arterial, concomitante à trombocitopenia.
A maioria dos eventos ocorreu nos primeiros 14 dias após a vacinação e alguns tiveram um desfecho fatal.
Em indivíduos com fatores de risco para tromboembolismo e/ou trombocitopenia, os benefícios e potenciais
riscos da vacinação devem ser considerados.
Os profissionais de saúde devem estar atentos aos sinais e sintomas de tromboembolismo e trombocitopenia,
bem como às coagulopatias. Os indivíduos vacinados devem ser instruídos a procurar atendimento médico
imediato se desenvolverem sintomas como dores de cabeça graves ou persistentes, visão turva, confusão, 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 9
convulsões, falta de ar, dor torácica, inchaço nas pernas, dor nas pernas, dor abdominal persistente ou
hematomas cutâneos incomuns e/ou petéquias alguns dias após a vacinação.
Risco de sangramento com administração intramuscular
Como com outras injeções intramusculares, a vacina covid-19 (recombinante) deve ser administrada com
cautela a indivíduos com trombocitopenia, qualquer distúrbio da coagulação ou a pessoas em terapia
anticoagulante, uma vez que pode ocorrer sangramento e hematoma após uma administração intramuscular
nesses indivíduos.
Eventos neurológicos
Eventos muito raros de distúrbios desmielinizantes foram reportados após a vacinação com a vacina covid-19
(recombinante). Uma relação causal não foi estabelecida.
Como com outras vacinas, os benefícios e riscos potenciais do uso da vacina covid-19 (recombinante) devem
ser considerados.
Indivíduos imunocomprometidos
Não se sabe se indivíduos com resposta imune comprometida, incluindo indivíduos que estejam recebendo
terapia imunossupressora, desenvolverão a mesma resposta que indivíduos imunocompetentes ao esquema da
vacina.
Duração e nível de proteção
A duração da proteção ainda não foi estabelecida.
Como com qualquer vacina, a vacinação com a vacina covid-19 (recombinante) pode não proteger todos os
indivíduos que receberam a vacina.
Intercambialidade
Não há dados de segurança, imunogenicidade ou eficácia que corroborem a intercambialidade da
vacina covid-19 (recombinante) com outras vacinas para COVID-19.
Efeito sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas: A influência da vacina covid-19
(recombinante) na capacidade de dirigir ou usar máquinas é inexistente ou insignificante. No entanto, algumas
reações adversas mencionadas na seção Reações Adversas podem afetar temporariamente a capacidade de
dirigir ou usar máquinas. 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 10
Uso em idosos
Ver seção Resultados de Eficácia.
Uso durante a gravidez e lactação
Categoria C
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
Gravidez
Há dados limitados sobre o uso da vacina covid-19 (recombinante) em mulheres grávidas ou mulheres que
engravidaram após receber a vacina. Os dados são insuficientes para fundamentar um risco associado com a
vacina.
Os estudos de toxicidade reprodutiva animal não foram concluídos.
Como uma medida de precaução, a vacinação com a vacina covid-19 (recombinante) não é recomendada
durante a gravidez. O uso da vacina covid-19 (recombinante) em mulheres grávidas deve ser baseado em uma
avaliação se os benefícios da vacinação superam os riscos potenciais.
Lactação
Há dados limitados, ou inexistentes, sobre o uso da vacina covid-19 (recombinante) em lactantes. Um risco de
amamentar recém-nascidos/bebês não pode ser excluído.
Como uma medida de precaução, é preferível evitar a vacinação com a vacina covid-19 (recombinante)
quando a paciente estiver amamentando.
Fertilidade
Não se sabe se a vacina covid-19 (recombinante) pode impactar a fertilidade. Não há dados disponíveis.
6. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
A segurança, imunogenicidade e eficácia da administração concomitante da vacina covid-19 (recombinante)
com outras vacinas não foram avaliadas.
7. CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO MEDICAMENTO
Vacina covid-19 (recombinante) deve ser conservada sob refrigeração (2 a 8ºC). Não congelar. Armazenar na
embalagem externa a fim de proteger da luz. Não agitar. 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 11
Frasco multidose fechado
A vacina covid-19 (recombinante) tem validade de 6 meses a partir da data de fabricação.
Frasco multidose aberto
Após a retirada da primeira dose, estabilidade em uso química e física foi demonstrada a partir do momento da
punção do frasco até a administração por no máximo:
 6 horas em temperatura ambiente, até 30ºC, ou
 48 horas sob refrigeração (2 a 8ºC).
O frasco pode ser refrigerado novamente, mas o tempo cumulativo de armazenamento em temperatura
ambiente não deve exceder 6 horas e o tempo total cumulativo de armazenamento não deve exceder 48 horas.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
A vacina covid-19 (recombinante) é uma suspensão incolor a levemente marrom, clara a levemente opaca.
A vacina covid-19 (recombinante) apresenta-se como 2,5 mL de suspensão injetável em um frasco-ampola de
5 doses (vidro claro tipo I) com tampa (elastomérico com lacre de alumínio). Embalagem com 50 frascosampola.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
8. POSOLOGIA E MODO DE USAR
Posologia
O esquema de vacinação com a vacina covid-19 (recombinante) consiste de duas doses separadas de 0,5 mL
cada. A segunda dose deve ser administrada entre 4 e 12 semanas após a primeira dose (vide seção
Características Farmacológicas).
Recomenda-se que indivíduos que receberam uma primeira dose da vacina covid-19 (recombinante) concluam
o esquema de vacinação com a vacina covid-19 (recombinante) (vide seção Advertências e Precauções).
População idosa
Nenhum ajuste de dose é necessário em indivíduos idosos ≥ 65 anos de idade. 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 12
População pediátrica
A segurança e a eficácia da vacina covid-19 (recombinante) em crianças e adolescentes (menores de 18 anos
de idade) ainda não foram estabelecidas. Não há dados disponíveis.
Administração
A vacina covid-19 (recombinante) é destinada apenas para injeção intramuscular (IM), preferivelmente no
músculo deltoide.
A vacina covid-19 (recombinante) é uma suspensão incolor a levemente marrom, clara a levemente opaca. A
vacina deve ser inspecionada visualmente quanto a partículas e descoloração antes da administração. Descartar
o frasco se a suspensão estiver descolorida ou partículas visíveis forem observadas.
Cada dose de 0,5 mL da vacina é extraída por uma seringa para injeção para ser administrada por via
intramuscular. Use uma agulha e seringa estéreis separadas para cada indivíduo. É normal que líquido
permaneça no frasco após a retirada da dose final.
A vacina não contém qualquer conservante. Após a retirada da primeira dose, use o frasco dentro de:
 6 horas quando armazenado em temperatura ambiente (até 30ºC), ou
 48 horas quando armazenado sob refrigeração (2 a 8ºC).
Para facilitar a rastreabilidade da vacina, o nome e o número do lote do produto administrado devem ser
claramente registrados para cada indivíduo.
Incompatibilidade
Na ausência de estudos de compatibilidade, essa vacina não pode misturada com outros medicamentos.
Instruções para descarte
A vacina covid-19 (recombinante) contém organismos geneticamente modificados (OGMs). Qualquer vacina
não usada ou resíduo deve ser descartado em conformidade com os requerimentos locais. Se houver
derramamento do produto, o mesmo deve ser desinfetado com um desinfetante antiviral apropriado.
9. REAÇÕES ADVERSAS
Resumo geral do perfil de segurança
A segurança geral da vacina covid-19 (recombinante) é baseada na análise dos dados agrupados de quatro
estudos clínicos realizados no Reino Unido, Brasil e África do Sul. No momento da análise, 24.244 indivíduos 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 13
≥ 18 anos tinham sido randomizados e recebido a vacina covid-19 (recombinante) ou o controle. Destes,
12.282 receberam pelo menos uma dose da vacina covid-19 (recombinante), com uma duração mediana de
acompanhamento de 4,5 meses.
As características demográficas foram geralmente similares entre os indivíduos que receberam a
vacina covid-19 (recombinante) e aqueles que receberam o controle. No geral, entre os indivíduos que
receberam a vacina covid-19 (recombinante), 89,8% tinham entre 18 e 64 anos e 10,2% eram maiores que 65
anos ou mais. A maioria dos indivíduos era branca (75,5%), 9,8% eram negros e 3,7% asiáticos; 55,8% eram
mulheres e 44,2% homens.
As reações adversas mais frequentemente reportadas foram sensibilidade no local da injeção (> 60%); dor no
local da injeção, cefaleia, fadiga (> 50%); mialgia, mal-estar (> 40%); pirexia, calafrios (> 30%); e artralgia,
náusea (> 20%). A maioria das reações adversas foi de intensidade leve a moderada e usualmente resolvida
dentro de poucos dias após a vacinação. Em comparação com a primeira dose, as reações adversas reportadas
após a segunda dose foram mais leves e menos frequentemente reportadas.
Após a vacinação, indivíduos podem experimentar múltiplas reações adversas ocorrendo ao mesmo tempo (por
exemplo, mialgia/ artralgia, cefaleia, calafrios, pirexia e mal-estar). Se um indivíduo relatar sintomas
persistentes, causas alternativas devem ser consideradas.
As reações adversas foram geralmente mais leves e menos frequentemente reportadas em idosos (≥ 65 anos de
idade).
Medicamentos analgésicos e/ou antipiréticos (por exemplo, produtos contendo paracetamol) podem ser usados
para proporcionar alívio das reações adversas após a vacinação.
Reações adversas ao medicamento
As reações adversas medicamentosas (RAMs) são organizadas por Classe de Sistema de Órgão (CSO) do
MedDRA. Dentro de cada CSO, os termos preferidos são organizados por frequência decrescente e então por
gravidade decrescente. As frequências de ocorrência de reações adversas são definidas como: muito comum (≥
1/10); comum (≥ 1/100 a < 1/10); incomum (≥ 1/1.000 a < 1/100); raro (≥ 1/10.000 a < 1/1.000); muito raro (<
1/10.000) e desconhecida (não pode ser estimado com os dados disponíveis).
Tabela 4 – Reações adversas medicamentosas
MedDRA CSO Frequência Reações Adversas
Distúrbios do sangue e do sistema linfático Incomum Linfadenopatiaa
Distúrbios do sistema imune Desconhecida Anafilaxiab
Distúrbios do metabolismo e da nutrição Incomum Redução do apetite
a
Distúrbios do sistema nervoso Muito comum Cefaleia
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 14
MedDRA CSO Frequência Reações Adversas
Incomum Tonturaa
, sonolência
Distúrbios gastrointestinais Muito comum Náusea
Comum Vômito, diarreia
Incomum Dor abdominala
Distúrbios da pele e tecidos subcutâneos Incomum Hiperidrosea
, pruridoa
, erupção cutâneaa
Desconhecida Angioedemab
Distúrbios musculoesqueléticos e dos
tecidos conjuntivos
Muito comum Mialgia, artralgia
Distúrbios gerais e alterações no local de
administração
Muito comum Sensibilidade no local de injeção, dor no
local de injeção, sensação de calor no
local de injeção, prurido no local de
injeção, equimose no local de injeçãoc
,
fadiga, mal-estar, pirexiad
, calafrios
Comum Inchaço no local de injeção,
eritema no local de injeção,
endurecimento no local de injeção,
sintomas semelhantes à influenza
a,*
a
 Reação adversa não solicitada
b
 Identificado a partir da experiência pós-comercialização
c
 Equimose no local da injeção incluem hematoma no local da injeção (reação adversa incomum e não solicitada)
d
 A pirexia inclui febrícula (muito comum) e febre ≥ 38 ° C (comum)
* Mais descrições sobre a reação adversa abaixo
Relatórios pós-comercialização de sintomas semelhantes à influenza
Alguns indivíduos relataram calafrios, tremores (em alguns casos rigidez) e aumento da temperatura corporal,
possivelmente com sudorese, cefaleia (incluindo dores semelhantes à enxaqueca), náusea, mialgia e mal-estar,
começando em até um dia da vacinação. Esses efeitos geralmente duram um ou dois dias. Se um paciente
relatar febre anormalmente alta ou prolongada, ou outros sintomas, causas alternativas devem ser consideradas
e aconselhamento apropriado deve ser fornecido para investigação diagnóstica e tratamento médico conforme
necessário.
Resumo dos dados pós-comercialização
As seguintes reações adversas não foram observadas durante os ensaios clínicos e foram notificadas
espontaneamente durante a utilização mundial pós-comercialização da vacina covid-19 (recombinante).
Distúrbios do sistema imune: anafilaxia (frequência: desconhecida).
Distúrbios da pele e dos tecidos subcutâneos: angioedema (frequência: desconhecida).
Distúrbios vasculares: uma combinação muito rara e grave de trombose e trombocitopenia (com uma frequência
inferior a 1/100.000), em alguns casos acompanhada de hemorragia, foi observada, incluindo trombose venosa 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 15
em locais incomuns, como trombose dos seios venosos cerebrais, trombose da veia esplênica e trombose
arterial, concomitante com trombocitopenia (vide seção Advertências e Precauções).
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e
segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos
imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, notifique os eventos adversos pelo Sistema VigiMed,
disponível no Portal da Anvisa.
10. SUPERDOSE
A experiência de superdose é limitada.
Não há tratamento específico para uma superdose com a vacina covid-19 (recombinante). No caso de uma
superdose, o indivíduo deve ser monitorado e receber tratamento sintomático conforme adequado.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
III) DIZERES LEGAIS
MS 1.1063.0156.001-4
Resp. Téc.: Maria da Luz F. Leal – CRF-RJ Nº 3726
Registrado e fabricado por:
Fundação Oswaldo Cruz
Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos - Bio-Manguinhos
Av. Brasil, 4365 – Manguinhos – Rio de Janeiro – Brasil – CEP: 21040-900
Indústria Brasileira
CNPJ: 33.781.055/0001-35
SAC: 0800 021 0310
VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO
DISPENSAÇÃO SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Esta bula foi aprovada pela ANVISA em 23/04/2021.
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 16
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 17
Histórico de Alteração da Bula
Dados da submissão eletrônica Dados da Notificação/petição que altera a bula Dados das alterações de Bula
Data do
expediente

Expediente Assunto Data do
expediente Nº Expediente Assunto Data da
aprovação Itens de bula
Versões
(VP/VPS
)
Apresentações
relacionadas
16/03/2021 1025255210
PRODUTO
BIOLÓGICO -
Inclusão Inicial
de Texto de
Bula – publicação
no Bulário - RDC
60/12.
29/01/2021 0 3 8 8 8 51/21-
7
PRODUTO
BIOLÓGICO -
REGISTRO DE
PRODUTO
12/03/2021 VERSÃO INICIAL VP/VPS SUS INJ CT 50 FA VD TRANS X
2,5 ML
31/03/2021 1233368219
10456 -
PRODUTO
BIOLÓGICO -
Notificação de
Alteração de
Texto de Bula –
publicação no
Bulário RDC
60/12
NA NA NA NA
2. Resultados de
eficácia
5. Advertências e
precauções
9. Reações adversas
VP/VPS SUS INJ CT 50 FA VD TRANS X
2,5 ML 
Vacina covid-19 (recombinante)_Profissional de saúde_versão 004 18

DIZERES DE TEXTO DE BULA – PACIENTE
Vacina adsorvida covid-19 (inativada)
APRESENTAÇÃO
Suspensão injetável.
Apresentação monodose:
- Cartucho com 40 frascos-ampola com uma dose de 0,5 mL contendo 600 SU do antígeno do vírus
inativado SARS-CoV-2 cada.
Apresentação multidose
- Cartucho com 20 frascos-ampola com 10 doses de 0,5 mL contendo 600 SU do antígeno do vírus
inativado SARS-CoV-2 cada.
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) deve ser administrada por VIA INTRAMUSCULAR. NÃO
UTILIZE A VACINA POR VIA INTRAVENOSA, SUBCUTÂNEA OU INTRADÉRMICA.
USO ADULTO.
COMPOSIÇÃO
Cada dose de 0,5 mL de suspensão injetável contém 600 SU do antígeno do vírus inativado SARSCoV-2.
Excipientes: hidróxido de alumínio, hidrogenofosfato dissódico, di-hidrogenofosfato de sódio, cloreto
de sódio, água para injetáveis e hidróxido de sódio para ajuste de pH.
Este produto não contém conservantes.
INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICANDO?
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) é indicada para imunização ativa para prevenir casos de COVID19, doença causada pelo vírus SARS-CoV-2, em indivíduos com 18 anos ou mais que sejam suscetíveis
ao vírus.
2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
A vacinação com a vacina adsorvida covid-19 (inativada) estimula o corpo a induzir imunidade contra o
vírus SARS-CoV-2 para a prevenção de doenças causadas pelo mesmo.
3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO? 

IBPCCORONA26042021 Página 2 de 6
Você não deve ser vacinado se tem ou já teve alergia a algum componente da vacina adsorvida covid-19
(inativada). Se você estiver com alguma doença aguda ou com febre ou início agudo de doenças crônicas
não controladas no momento da vacinação, esta vacina não é indicada.
4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) não deve, sob circunstância alguma, ser administrada por
via intravenosa, subcutânea ou intradérmica.
 O frasco deve ser agitado antes de ser administrado;
 A vacina não deverá ser usada caso o frasco esteja rachado, com o rótulo mal impresso ou
apagado, ou se houver algum corpo estranho dentro do frasco;
 A apresentação monodose da vacina deverá ser administrada tão logo seja aberta;
 A apresentação multidose da vacina pode ser utilizada em até 08 horas, desde que mantida em
condições assépticas e sob temperatura entre +2ºC e +8ºC.
 O volume de vacina a ser aplicado é de 0,5 mL, o que corresponde a uma dose;
 Caso você tenha feito uso de imunoglobulina humana, o intervalo de administração deverá ser
com um mês de intervalo, de forma a não interferir na resposta imunológica;
Esta vacina, assim como para todas as vacinas injetáveis, deve ser administrada com precaução caso você
tenha trombocitopenia ou coagulopatias, uma vez que podem ocorrer hemorragias após a aplicação
intramuscular.
Assim como ocorre com todas as vacinas injetáveis, supervisão e tratamento médico adequado devem
sempre estar prontamente disponíveis no caso de uma reação anafilática rara após a administração da
vacina.
Caso você tenha deficiência na produção de anticorpos, seja por problemas genéticos, imunodeficiência
ou terapia imunossupressora, a resposta imunológica pode não ser alcançada.
Uso na gravidez e lactação:
Estudos em animais não demonstraram risco fetal, mas também não há estudos controlados em mulheres
grávidas ou lactantes.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do
cirurgião-dentista.
Uso pediátrico:
Não há resultados de estudos conduzidos com a vacina adsorvida covid-19 (inativada) na população
pediátrica.
Informe ao seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.
Interações medicamentosas: 

IBPCCORONA26042021 Página 3 de 6
Se você faz uso de medicamentos que afetam a resposta imune, a vacina pode não gerar a resposta imune
esperada. Fale com seu médico assistente para que avalie se você pode iniciar o esquema vacinal.
Não há estudos sobre uso desta vacina em pessoas que tomaram outras vacinas contra COVID-19.
5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
A vacina adsorvida covid-19 (inativada) deve ser armazenada e transportada sob refrigeração, entre +2ºC
e +8ºC, protegida da luz. A vacina não deve ser congelada.
Desde que mantida sob refrigeração, entre +2ºC e +8ºC, e protegida da luz, o prazo de validade da vacina
adsorvida covid-19 (inativada) é de 12 meses, a partir da data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade*: vide embalagem.
*O prazo de validade aprovado para este uso emergencial é de 12 meses a partir da data de fabricação.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Características organolépticas:
Esta vacina é uma suspensão injetável, opalescente, com possível formação de precipitado estratificado,
que pode ser disperso com agitação. Nenhum aglomerado deve ser encontrado ao agitar.
Esta vacina não deve ser utilizada caso haja alteração na coloração ou presença de partículas estranhas.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso esteja no prazo de validade e você observe
alguma mudança no aspecto, consulte o médico ou o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Posologia:
Cada dose de 0,5 mL da vacina adsorvida covid-19 (inativada) contém 600 SU de antígeno (substância
que, introduzida no organismo, provoca a formação de anticorpo) do vírus inativado SARS-CoV-2.
Modo de usar:
O esquema de imunização é de 2 doses de 0,5 mL com intervalo de 2-4 semanas entre as doses.
Recomenda-se a administração da vacina na região deltoide da parte superior do braço por via
intramuscular.
Agite o frasco-ampola antes do uso.
Ainda não foi determinado se doses de reforço do produto serão necessárias.
Ambas as apresentações da vacina adsorvida covid-19 (inativada) não contém conservantes. A
apresentação monodose deve ser usada imediatamente após abertura.
A apresentação multidose depois de aberta pode ser utilizada em até 08 horas, desde que mantida
em condições assépticas e sob temperatura entre +2ºC e +8ºC. 

IBPCCORONA26042021 Página 4 de 6
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do
tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Caso haja esquecimento de administração da dose, por favor, informe seu médico.
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico.
8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Como todo medicamento, a vacina adsorvida covid-19 (inativada) pode provocar eventos adversos, dos
quais alguns podem exigir atendimento médico.
● Reações adversas observadas a partir de estudos clínicos fase I/II em Adultos (18-59 anos) e
Idosos (com mais de 60 anos):
- Reação muito comum (podem ocorrer em mais de 10% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Local da aplicação: dor
- Reação comum (podem ocorrer entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
o Sistêmica: cansaço, febre, dor no corpo, diarreia, náusea, dor de cabeça
- Reação incomum (podem ocorrer entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Sistêmica: vômitos, dor abdominal inferior, distensão abdominal, tonturas, tosse, perda de
apetite, reação alérgica, pressão arterial elevada, hipersensibilidade alérgica ou imediata
o Local da aplicação: coloração anormal, inchaço, coceira, vermelhidão, diminuição da
sensibilidade, endurecimento
 Reações adversas observadas a partir do estudo clínico fase III em Adultos (18-59 anos) até 7
dias após a administração da segunda dose da vacina:
- Reação muito comum (podem ocorrer em mais de 10% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Sistêmica: dor de cabeça, cansaço
o Local: dor
- Reação comum (podem ocorrer entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento)
o Sistêmica: enjoo, diarreia, dor muscular, calafrios, perda de apetite, tosse, dor nas
articulações, coceira, coriza, congestão nasal
o Local: vermelhidão, inchaço, enduração, coceira
- Reação incomum (podem ocorrer entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Sistêmica: vômito, febre, vermelhidão, reação alérgica, dor garganta, dor ao engolir,
espirros, fraqueza muscular, tontura, dor abdominal, sonolência, mal estar, dor nas
extremidades, dor abdominal superior, dor nas costas, vertigem, falta de ar, inchaço
o Local: hematoma 

IBPCCORONA26042021 Página 5 de 6
 Reações adversas observadas a partir do estudo clínico fase III em Idosos (acima de 60 anos) até
7 dias após a administração da segunda dose da vacina:
- Reação muito comum (podem ocorrer em mais de 10% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Local: dor
- Reação comum (podem ocorrer entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Sistêmica: enjoo, diarreia, dor de cabeça, cansaço, dor muscular, tosse, dor nas
articulações, coceira, coriza, dor ao engolir, congestão nasal
o Local: coceira, vermelhidão, inchaço, enduração
- Reação incomum (podem ocorrer entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este
medicamento)
o Sistêmica: vômito, calafrios, diminuição de apetite, reação alérgica, tontura, hematoma,
hipotermia, desconforto nos membros, fraqueza muscular
o Local: hematoma
Além disso, existem riscos teóricos de que indivíduos vacinados poderiam desenvolver Doença Agravada
pela Vacina, ou seja, ter uma doença mais grave do que teria caso não tivesse tomado a vacina, mas até o
momento não há relato que isso tenha acontecido com o vírus que causa a COVID-19. Esta vacina foi
testada anteriormente em animais e estes não apresentaram esta forma de infecção mais grave.
Em caso de evento adverso, mesmo que não seja os informados acima, contate o serviço de atendimento
ao consumidor da empresa.
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e
segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos
adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.
9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA
DESTE MEDICAMENTO?
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e
leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar
de mais orientações.
DIZERES LEGAIS:
Farmacêutico Responsável:
Dr. Lucas L. de M. e Silva
CRF-SP nº 61.318
Apresentação monodose:
Fabricado por:
SINOVAC LIFE SCIENCES CO., LTD.
No. 21, Tianfu Street,
Daxing Biomedicine Industrial Base of Zhongguancun Science Park, 

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
vacina covid-19 (recombinante) suspensão para injeção
APRESENTAÇÃO
Suspensão para injeção em embalagem com 10 fracos-ampola multidose de 2,5 mL. Cada frasco-ampola contém 5
doses de 0,5 mL
USO INTRAMUSCULAR
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
Uma dose de suspensão para injeção de 0,5 mL contém Adenovírus tipo 26 que codifica a glicoproteína spike
SARS-CoV-2* (Ad26.COV2-S), não inferior a 8,92 log10 unidades infecciosas (Inf.U).
* Produzido na linha celular PER.C6 TetR e por tecnologia de DNA recombinante.
Excipientes: hidroxipropilbetaciclodextrina, ácido cítrico monoidratado, etanol*, ácido clorídrico, polissorbato 80,
cloreto de sódio, hidróxido de sódio, citrato trissódico di-hidratado e água para injetáveis.
*Cada dose (0,5 mL) contém aproximadamente 2 mg de etanol.
INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
1. INDICAÇÕES
A vacina covid-19 (recombinante) é indicado para:
• imunização ativa para prevenir a COVID-19 causada pelo SARS-CoV-2 em indivíduos com 18 anos de
idade ou mais.
O uso desta vacina deve estar de acordo com as recomendações oficiais.
2. RESULTADOS DE EFICÁCIA
Um estudo de fase 3 em andamento, multicêntrico, randomizado, duplo-cego e controlado por placebo (COV3001)
está sendo conduzido nos Estados Unidos, África do Sul e países da América Latina para avaliar a eficácia,
segurança e imunogenicidade de uma dose única da Vacina COVID -19 Janssen para a prevenção de COVID-19
em adultos com 18 anos ou mais. O estudo excluiu indivíduos com função anormal do sistema imunológico
decorrente de uma condição clínica, indivíduos que estão sob terapia imunossupressora há 6 meses, bem como
mulheres grávidas. Os participantes em tratamento com infecção estável pelo HIV não foram excluídos. As vacinas
licenciadas, excluindo vacinas vivas, podem ser administradas mais de 14 dias antes ou mais de 14 dias após a
vacinação no estudo. As vacinas vivas atenuadas licenciadas podem ser administradas mais de 28 dias antes ou
mais de 28 dias após a vacinação no estudo.
2
Um total de 44.325 indivíduos foram randomizados em paralelo em uma proporção de 1: 1 para receber uma injeção
intramuscular da vacina covid-19 (recombinante) ou placebo. Um total de 21.895 adultos receberam a vacina
covid-19 (recombinante) e 21.888 adultos receberam placebo. Os participantes foram acompanhados por uma
média de 58 dias (variação: 1-124 dias) após a vacinação.
A população de análise de eficácia primária de 39.321 indivíduos incluiu 38.059 indivíduos soronegativos para
SARS-CoV-2 no início do estudo e 1.262 indivíduos com sorologia desconhecida.
As características demográficas e basais foram semelhantes entre os indivíduos que receberam a vacina covid-19
(recombinante) e aqueles que receberam placebo. Na população de análise de eficácia primária, entre os indivíduos
que receberam a vacina covid-19 (recombinante), a mediana de idade foi de 52,0 anos (intervalo: 18 a 100 anos);
79,7% (N = 15.646) dos indivíduos tinham de 18 a 64 anos [com 20,3% (N = 3.984) com 65 anos ou mais e 3,8%
(N = 755) com 75 anos ou mais]; 44,3% dos indivíduos eram do sexo feminino; 46,8% eram da América do Norte
(Estados Unidos), 40,6% eram da América Latina e 12,6% eram da África do Sul (África do Sul). Um total de
7.830 (39,9%) indivíduos tinham pelo menos uma comorbidade pré-existente associada ao aumento do risco de
progressão para COVID-19 grave no início do estudo (comorbidades incluídas: obesidade definida como IMC ≥30
kg / m2 (27,5%), hipertensão ( 10,3%), diabetes tipo 2 (7,2%), infecção pelo HIV estável / bem controlada (2,5%),
doenças cardíacas graves (2,4%) e asma (1,3%)). Outras comorbidades estavam presentes em ≤1% dos indivíduos.
Os casos de COVID-19 foram confirmados por um laboratório central com base no resultado positivo de RNA viral
SARS-CoV-2 usando um teste baseado na reação em cadeia da polimerase (PCR). A eficácia da vacina em geral e
por grupos de idade chave é apresentada na Tabela 2.
Tabela 2: Análise da eficácia da vacina contra COVID-19b em adultos soronegativos para SARS-CoV-2 -
população de análise de eficácia primária
Subgrupo
vacina covid-19
(recombinante) N=19.630
Placebo
N=19.691 % de Eficácia Vacina
(IC de 95%)c COVID-19
Casos (n)
Pessoa-Anos COVID-19
Casos (n)
Pessoa-Anos
14 dias após a vacinação
Todos os
indivíduosa
116 3.116,57 348 3.096,12 66,9
(59,03; 73,40)
18 a 64 anos de
idade
107 2.530,27 297 2.511,23 64,2
(55,26; 71,61)
65 anos de idade ou
mais
9 586,31 51 584,89 82,4
(63,90; 92,38)
75 anos de idade ou
mais
0 107,37 8 99.15 100
(45,90; 100,00)
28 dias após a vacinação
Todos os
indivíduosa
66 3.102,00 193 3.070,65 66,1
(55,01; 74,80)
3
18 a 64 anos de
idade
60 2.518,73 170 2.490,11 65,1
(52,91; 74,45)
65 anos de idade ou
mais
6 583,27 23 580,54 74,0
(34,40; 91,35)
75 anos de idade ou
mais
0 106,42 3 98,06 –
a. Ponto final co-primário conforme definido no protocolo.
b. COVID-19 sintomático que requer resultado de RT-PCR positivo e pelo menos 1 sinal ou sintoma
respiratório ou 2 outros sinais ou sintomas sistêmicos, conforme definido no protocolo.
c. Os intervalos de confiança para 'Todos os assuntos' foram ajustados para implementar o controle de erro
tipo I para os testes múltiplos. Os intervalos de confiança para grupos de idade são apresentados sem
ajustes.
A eficácia da vacina contra COVID-19 grave é apresentada na Tabela 3 abaixo.
Tabela 3: Análises da eficácia da vacina contra COVID-19a grave em adultos soronegativos para SARS-CoV-2 -
população de análise de eficácia primária
Subgrupo
vacina covid-19
(recombinante)
N=19.630
Placebo
N=19.691
% de Eficácia Vacina
(IC de 95%)b
COVID-19
Casos (n)
Pessoa-Anos COVID-19
Casos (n)
Pessoa-Anos
14 dias após a vacinação
Grave
14 3.125,05 60 3.122,03
76,7
(54,56; 89,09)
28 dias após a vacinação
Grave
5 3.106,15 34 3.082,58
85,4
(54,15; 96,90)
a. A determinação final de casos graves de COVID-19 foi feita por um comitê de adjudicação independente, que
também atribuiu a gravidade da doença de acordo com a definição de acordo com as orientações do FDA.
b. Os intervalos de confiança foram ajustados para implementar o controle de erro tipo I para testes múltiplos.
Dos 14 contra 60 casos graves com início pelo menos 14 dias após a vacinação no grupo vacina covid-19
(recombinante) contra o grupo placebo, 2contra 6 foram hospitalizados. Três indivíduos morreram (todos no grupo
placebo). A maioria dos casos graves restantes atendeu apenas ao critério de saturação de oxigênio (SpO2) para
doença grave (≤93% em ar ambiente).
Análises suplementares, consideradas post-hoc, de casos positivos usando testes baseados em PCR,
independentemente da confirmação pelo laboratório central, geralmente apoiam os resultados da análise primária
antes da quebra de ocultação.
Mais de 14 dias após a vacinação, 2 contra 8 casos de COVID-19 confirmados molecularmente foram
hospitalizados, respectivamente no grupo vacina covid-19 (recombinante) contra placebo. Um caso no grupo 
4
placebo exigiu admissão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e ventilação mecânica. A descoberta foi apoiada
por uma análise post-hoc de todas as hospitalizações relacionadas ao COVID-19, implementando uma pesquisa
mais ampla com base em todas as informações disponíveis de qualquer fonte (2 contra 29 casos no conjunto de
dados estendido).
As análises de subgrupo do desfecho primário de eficácia mostraram estimativas de pontos de eficácia semelhantes
para participantes do sexo masculino e feminino, bem como para participantes com e sem comorbidades médicas
associadas a alto risco de COVID-19 grave.
Foram realizadas análises exploratórias de subgrupos da eficácia da vacina contra COVID-19 e COVID-19 grave
para o Brasil, África do Sul e Estados Unidos (ver Tabela 4). Para as análises de subgrupo, todos os casos COVID19 acumulados até a data de corte dos dados de análise de eficácia primária, incluindo casos confirmados pelo
laboratório central e casos com PCR para SARS-CoV-2 positivo documentado de um laboratório local que ainda
estão aguardando confirmação pelo laboratório central, foram incluídos.
Tabela 4: Resumo da eficácia da vacina contra COVID-19 e COVID-19 grave para países com> 100 casos
relatados
Início
Severity
Estimativa pontual de
COVID-19 (IC de
95%)
Estimativa pontual de
COVID-19 grave (IC de
95%)
Estados Unidos ao menos 14 dias após a vacinação 74,4% (65,00; 81,57) 78,0% (33,13; 94,58)
ao menos 28 dias após a vacinação 72,0% (58,19; 81,71) 85,9% (-9,38; 99,69)
Brasil ao menos 14 dias após a vacinação 66,2% (51,01; 77,14) 81,9% (17,01; 98,05)
ao menos 28 dias após a vacinação 68,1% (48,81; 80,74) 87,6% (7,84; 99,72)
África do Sul ao menos 14 dias após a vacinação 52,0% (30,26; 67,44) 73,1% (40,03; 89,36)
ao menos 28 dias após a vacinação 64,0% (41,19; 78,66) 81,7% (46,18; 95,42)
Amostras de 71,7% dos casos de análise primária confirmados por laboratório central foram sequenciados [Estados
Unidos (73,5%), África do Sul (66,9%) e Brasil (69,3%)]. Nas amostras sequenciadas, existe um desequilíbrio na
integridade do conjunto de dados entre a vacina covid-19 (recombinante) e o placebo. Nos Estados Unidos, 96,4%
das cepas foram identificadas como a variante Wuhan-H1 D614G; na África do Sul, 94,5% das cepas foram
identificadas como a variante 20H/501Y.V2 (linhagem B.1.351); no Brasil, 69,4% das cepas foram identificadas
como uma variante da linhagem P.2 e 30,6% das cepas foram identificadas como a variante Wuhan-H1 D614G.
População idosa
A vacina covid-19 (recombinante) foi avaliada em indivíduos com 18 anos de idade ou mais. A eficácia da vacina
covid-19 (recombinante) foi consistente entre idosos (≥65 anos) e indivíduos mais jovens (18 - 64 anos).
População pediátrica
5
A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) diferiu a obrigação de apresentação dos resultados dos estudos com
a vacina covid-19 (recombinante) em um ou mais subgrupos da população pediátrica na prevenção de COVID19 (ver seção “8. POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO” para informações sobre uso pediátrico).
3. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS
Propriedades farmacodinâmicas
Mecanismo de ação
A vacina covid-19 (recombinante) é uma vacina monovalente composta por um vetor de adenovírus humano tipo 26
recombinante, incompetente para replicação, que codifica uma glicoproteína spike (S) de comprimento total SARSCoV-2 em uma conformação estabilizada. Após a administração, a glicoproteína S de SARS-CoV-2 é expressa
transitoriamente, estimulando tanto os anticorpos neutralizantes quanto outros funcionais específicos de S, bem como
respostas imunes celulares dirigidas contra o antígeno S, que podem contribuir para a proteção contra a COVID-19.
Propriedades farmacocinéticas
Não aplicável.
Dados de segurança pré-clinica
Os dados não clínicos não revelam riscos especiais para o ser humano, segundo estudos convencionais de toxicidade
de dose repetida e tolerância local e toxicidade reprodutiva e de desenvolvimento.
Genotoxicidade e carcinogenicidade
A vacina covid-19 (recombinante) não foi avaliada quanto ao seu potencial genotóxico ou carcinogênico. Não se
espera que os componentes da vacina tenham potencial genotóxico ou carcinogênico.
Toxicidade reprodutiva e fertilidade
A toxicidade reprodutiva feminina e a fertilidade foram avaliadas em um estudo combinado de desenvolvimento
embriofetal e pré e pós-natal em coelho. Neste estudo, uma primeira vacinação da vacina covid-19 (recombinante)
foi administrada por via intramuscular em coelhas 7 dias antes do acasalamento, em uma dose equivalente a 2 vezes
acima da dose humana recomendada, seguida por duas vacinações na mesma dose durante o período de gestação
(ou seja, nos dias 6 e 20 de gestação). Não houve efeitos relacionados à vacina na fertilidade feminina, gravidez ou
desenvolvimento embriofetal ou da prole. As fêmeas parentais, bem como seus fetos e descendentes, exibiram
títulos de anticorpos específicos da proteína SARS-CoV-2 S, indicando que os anticorpos maternos foram
transferidos para os fetos durante a gestação. Não existem dados disponíveis da vacina covid-19 (recombinante)
sobre a excreção da vacina no leite.
Além disso, um estudo de toxicidade convencional (dose repetida) em coelhos com a vacina covid-19
(recombinante) não revelou quaisquer efeitos nos órgãos sexuais masculinos que prejudicassem a fertilidade
masculina.
4. CONTRAINDICAÇÕES 
6
A vacina covid-19 (recombinante) está contraindicada em pacientes com histórico de hipersensibilidade à
substância ativa ou a qualquer um dos excipientes listados como parte da formulação (ver “COMPOSIÇÃO”).
5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES
Rastreabilidade
A fim de melhorar a rastreabilidade dos medicamentos biológicos, o nome e o número do lote do medicamento
administrado devem ser registados de forma clara.
Hipersensibilidade e anafilaxia
Foram relatados eventos de anafilaxia. Tratamento médico apropriado e supervisão devem estar sempre disponíveis
no caso de uma reação anafilática após a administração da vacina. Recomenda-se uma observação atenta por pelo
menos 15 minutos após a vacinação.
Reações relacionadas à ansiedade
Reações relacionadas à ansiedade, incluindo reações vasovagal (síncope), hiperventilação ou reações relacionadas
ao estresse podem ocorrer em associação com a vacinação como uma resposta psicogênica à injeção da agulha. É
importante que sejam tomadas precauções para evitar ferimentos causados por desmaios.
Doença concomitante
A vacinação deve ser adiada em indivíduos que sofram de doença febril aguda grave ou infecção aguda. No entanto,
a presença de uma infecção leve e/ou febre baixa não deve atrasar a vacinação.
Como com outras injeções intramusculares, a vacina deve ser administrada com cautela em indivíduos recebendo
terapia anticoagulante ou aqueles com trombocitopenia ou qualquer distúrbio de coagulação (como hemofilia)
porque sangramento ou hematomas podem ocorrer após uma administração intramuscular nesses indivíduos.
Trombocitopenia e distúrbios de coagulação
Como com outras injeções intramusculares, a vacina deve ser administrada com cautela em indivíduos recebendo
terapia anticoagulante ou aqueles com trombocitopenia ou qualquer distúrbio de coagulação (como hemofilia) pois
sangramento ou hematomas podem ocorrer, após a administração intramuscular nesses indivíduos.
Indivíduos imunocomprometidos
A eficácia, segurança e imunogenicidade da vacina não foram avaliadas em indivíduos imunocomprometidos,
incluindo aqueles recebendo terapia imunossupressora.
A eficácia da vacina covid-19 (recombinante) pode ser menor em indivíduos imunossuprimidos.
Duração da proteção
A duração da proteção conferida pela vacina é desconhecida, pois ainda está sendo determinada por ensaios clínicos
em andamento.
Limitações da eficácia da vacina
7
A proteção começa cerca de 14 dias após a vacinação. Tal como acontece com todas as vacinas, a vacinação com
a vacina covid-19 (recombinante) pode não proteger todos os destinatários da vacina (ver secção “3.
CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS”, subsecção “Propriedades farmacodinâmicas”).
Excipientes
Sódio
Este medicamento contém menos de 1 mmol de sódio (23 mg) por dose de 0,5 mL, ou seja, é praticamente “isento
de sódio”.
Etanol
Este medicamento contém 2 mg de álcool (etanol) por dose de 0,5 mL. A pequena quantidade de álcool neste
medicamento não terá efeitos perceptíveis.
Gravidez (categoria B)
A experiência com a utilização da vacina covid-19 (recombinante) em mulheres grávidas é limitada. Os estudos
em animais com a vacina covid-19 (recombinante) não indicam efeitos nefastos diretos ou indiretos relacionados
à gravidez, desenvolvimento embrionário/fetal, parto ou desenvolvimento pós-natal (ver secção “3.
CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS”).
A administração da vacina covid-19 (recombinante) durante a gravidez só deve ser considerada quando os
benefícios potenciais superam quaisquer riscos potenciais para a mãe e o feto.
Este medicamento não deve ser usado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiãodentista.
Amamentação
Não se sabe se a vacina covid-19 (recombinante) é excretada no leite humano.
Fertilidade
Os estudos em animais não indicam efeitos nefastos diretos ou indiretos no que diz respeito à toxicidade reprodutiva
(ver seção “3. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS”).
Efeitos sobre a capacidade de dirigir e usar máquinas
A vacina covid-19 (recombinante) não tem ou tem uma influência negligenciável sobre a capacidade de conduzir
e utilizar máquinas. No entanto, algumas das reações adversas mencionadas na secção “9. REAÇÕES
ADVERSAS” podem afetar temporariamente a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas.
6. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
Não foram realizados estudos de interação. A administração concomitante da vacina covid-19 (recombinante)
com outras vacinas não foi estudada.
8
Incompatibilidades
Este medicamento não deve ser misturado com outros medicamentos ou diluído.
7. CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO MEDICAMENTO
Conservação antes da primeira punção do frasco-ampola da vacina
Conservar os frascos-ampola, multidose, não perfurados, da vacina contra a vacina covid-19 (recombinante) entre
2 °C e 8 °C e proteger da luz. Não conservar congelado.
A vacina covid-19 (recombinante) da Janssen é inicialmente armazenada congelada pelo fabricante e, em seguida,
enviada entre 2 °C e 8 °C. Se a vacina ainda estiver congelada após o recebimento, descongelar entre 2 °C e 8 °C.
Após ser descongelado, não voltar a congelar.
Conservação após a primeira punção do frasco-ampola da vacina
Após retirada a primeira dose, utilizar as doses do frasco imediatamente ou manter o frasco-ampola entre 2 °C e 8
°C por até 6 horas. Eliminar o frasco-ampola se a vacina não for utilizada dentro deste prazo.
Para consultar o prazo de validade da vacina, existem três meios:
Digitalizar o código QR na parte de trás da caixa usando uma câmera de dispositivo móvel
Na internet: www.vaxcheck.jnj
Por telefone ligando no SAC Janssen Brasil: 0800 701 1851
Manter os frascos-ampola na embalagem original para proteger da luz.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Aspecto físico
Suspensão injetável (injeção).
Suspensão incolor a ligeiramente amarela, límpida a muito opalescente
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
8. POSOLOGIA E MODO DE USAR
Indivíduos com 18 anos de idade ou mais
A vacina covid-19 (recombinante) é administrada apenas em dose única de 0,5 mL por injeção intramuscular.
População pediátrica
9
A segurança e eficácia da vacina covid-19 (recombinante) em crianças e adolescentes (com menos de 18 anos de
idade) ainda não foram estabelecidas. Não há dados disponíveis.
Idoso
Não é necessário ajuste de dose em idosos ≥65 anos de idade (ver também as seções “9. REAÇÕES ADVERSAS”
e “3. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS”, subseção “Propriedades farmacodinâmicas”).
Método de administração
A vacina covid-19 (recombinante) destina-se apenas a injeção intramuscular, de preferência no músculo deltoide
da parte superior do braço.
Não injete a vacina por via intravascular, intravenosa, subcutânea ou intradérmica.
A vacina não deve ser misturada na mesma seringa com outras vacinas ou medicamentos.
Para as precauções a serem tomadas antes de administrar a vacina, consulte a secção “5. ADVERTÊNCIAS E
PRECAUÇÕES".
Não existem dados disponíveis sobre a utilização da vacina covid-19 (recombinante) da Janssen para completar
um esquema de vacinação iniciado com outra vacina contra a COVID-19.
Para obter instruções sobre o manuseio e descarte da vacina, consulte a seção abaixo:
Preparação da dose
• A vacina covid-19 (recombinante) da Janssen é uma suspensão incolor a ligeiramente amarela,
transparente a muito opalescente. Antes da administração, inspecionar visualmente os frascos-ampola da
vacina covid-19 (recombinante) da Janssen para detecção de partículas e descoloração. Se alguma destas
condições existir, não administrar a vacina.
• Antes de retirar cada dose de vacina, misturar cuidadosamente o conteúdo do frasco-ampola, multidose,
homogeneizando suavemente em posição vertical durante 10 segundos. Não agitar.
• Cada dose é de 0.5 ml. Cada frasco-ampola contém cinco doses. Não reunir o excedente de vacina de
múltiplos frascos-ampola.
• A vacina covid-19 (recombinante) da Janssen não contém conservantes. Registar a data e a hora da
primeira utilização no rótulo do frasco-ampola da vacina covid-19 (recombinante) da Janssen. Após
retirada a primeira dose, manter o frasco-ampola entre 2 °C e 8 °C até 6 horas ou à temperatura ambiente
(no máximo a 25 °C) até 2 horas. Eliminar se a vacina não for utilizada dentro destes prazos.
Administração
Inspecionar visualmente cada dose na seringa dosadora antes da administração. A vacina covid-19 (recombinante)
da Janssen é uma suspensão incolor a ligeiramente amarela, transparente a muito opalescente. Durante a inspeção
visual:
• verificar o volume de dosagem final de 0,5 ml.
• confirmar que não existem partículas e que não é observada descoloração.
• não administrar se a vacina apresentar descoloração ou contiver partículas.
10
Administrar a vacina contra a COVID-19 da Janssen por via intramuscular.
9. REAÇÕES ADVERSAS
Resumo do perfil de segurança
A segurança da vacina covid-19 (recombinante) foi avaliada em um estudo de fase 3 em andamento (COV3001).
Um total de 21.895 adultos com 18 anos ou mais receberam a vacina covid-19 (recombinante). A mediana de
idade dos indivíduos foi de 52 anos (variação de 18 a 100 anos). A análise de segurança foi realizada assim que a
duração mediana do acompanhamento de 2 meses após a vacinação foi atingida. Um acompanhamento de
segurança mais longo de > 2 meses está disponível para 11.948 adultos que receberam a vacina covid-19
(recombinante).
No estudo COV3001, as reações adversas locais mais comuns relatadas foram dor no local da injeção (48,6%). As
reações adversas sistêmicas mais comuns foram cefaleia (38,9%), fadiga (38,2%), mialgia (33,2%) e náusea
(14,2%). Pirexia (definida como temperatura corporal ≥38,0 ° C) foi observada em 9% dos participantes. A maioria
das reações adversas ocorreu em 1–2 dias após a vacinação e foram de gravidade leve a moderada e de curta duração
(1–2 dias).
A reatogenicidade foi geralmente mais branda e relatada com menos frequência em adultos mais velhos (763
adultos ≥ 65 anos de idade).
O perfil de segurança foi geralmente consistente entre os participantes com ou sem evidência prévia de infecção
por SARS-CoV-2 no início do estudo; um total de 2.151 adultos soropositivos no início do estudo receberam a
vacina covid-19 (recombinante) (9,8%).
Lista tabelada de reações adversas
As reações adversas medicamentosas observadas durante o estudo COV3001 são organizadas pela Classe de
Sistema/Órgão (SOC) do MedDRA. As categorias de frequência são definidas da seguinte forma:
Muito comum: ≥ 1/10 (˃ 10%);
Comum (frequente): ≥ 1/100 a ≤ 1/10 (˃ 1% e ≤ 10%);
Incomum (infrequente): ˃ 1/1 000 a ≤ 1/100 (˃ 0,1% e ≤ 1%);
Raro: ˃ 1/10 000 a ≤1/1 000 (˃ 0,01% e ≤ 0,1%);
Muito raro: ≤ 1/10 000 (≤ 0,01%)
Desconhecido (não pode ser calculado a partir dos dados disponíveis).
Dentro de cada grupo de frequência, as reações adversas são apresentadas por ordem decrescente de gravidade.
11
Tabela 5: Reações adversas relatadas após vacinação com a vacina covid-19 (recombinante)
Classe de
Sistema/Órgão
Muito
comum
(≥1/10)
Comum
(≥1/100 to
<1/10)
Incomum
(≥1/1 000 to <1/100)
Raro
(≥1/10 000 to
<1/1 000)
Desconhecido
(não pode ser
calculado a
partir dos
dados
disponíveis)
Distúrbios do sistema
imunológico
Hiperssensibilidadea
;
urticária
Anafilaxiab
Distúrbios do Sistema
nervoso
Cefaleia Tremor
Distúrbios
respiratórios, torácicos
e do mediastino
Tosse Espirros; dor
orofaríngea
Distúrbios
gastrointestinais
Náusea
Distúrbios na pele e
tecido subcutâneo
Irritação na pele;
hiperidrose
Distúrbios
musculoesqueléticas e
dos tecidos conjuntivos
Mialgia Artralgia Fraqueza muscular;
dor nas extremidades;
dor nas costas
Distúrbios gerais e
condições no local de
administração
Fadiga; dor
no local da
injeção
Pirexia; eritema
no local da
injeção; inchaço
no local da
injeção;
calafrios
Astenia; Mal-estar
a. A hipersensibilidade se refere a reações alérgicas da pele e do tecido subcutâneo.
b. Casos recebidos de um estudo aberto em andamento na África do Sul.
Notificação de suspeitas de reações adversas
A notificação de suspeitas de reações adversas após a autorização do medicamento é importante. Permite o
monitoramento contínuo da relação risco/benefício do medicamento. É solicitado aos profissionais de saúde que
notifiquem quaisquer suspeitas de reações adversas por meio do sistema nacional de notificação e incluam o número
do lote, se disponível.
12
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança
aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos imprevisíveis ou
desconhecidos. Nesse caso, notifique os eventos adversos pelo Sistema VigiMed, disponível no Portal da
Anvisa.
10. SUPERDOSE
Nenhum caso de superdose foi relatado. Em estudos de fase 1/2 em que foi administrada uma dose mais elevada
(até 2 vezes), a vacina covid-19 (recombinante) permaneceu bem tolerada, no entanto, os indivíduos vacinados
relataram um aumento na reatogenicidade (aumento da dor no local de vacinação, fadiga, cefaleia, mialgia, náusea
e pirexia).
Em caso de superdose, recomenda-se a monitorização das funções vitais e possível tratamento sintomático.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.
DIZERES LEGAIS
MS – X.XXXX.XXXX
Farm. Resp.: Erika Diago Rufino - CRF/SP n° 57.310
Registrado por:
JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA.
Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041 – São Paulo – SP – CNPJ 51.780.468/0001-87
Fabricado por:
ASPEN SVP Pty Ltd – Port Elizabeth – África do Sul
OU
Fabricado por:
Catalent – Indiana LLC – Estados Unidos
OU
13
Fabricado e Embalado (embalagem primária) por:
Catalent – Indiana LLC – Estados Unidos
Embalado (embalagem secundária) por:
Packaging Coordinators LLC – Filadélfia – Estados Unidos
OU
Fabricado e Embalado (embalagem primária) por:
Grand River Aseptic Manufacturing (GRAM) - Grand Rapids – Estados Unidos
Embalado (embalagem secundária) por:
Packaging Coordinators LLC – Filadélfia – Estados Unidos
Importado por:
Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. – Rodovia Presidente Dutra, km 154 – São José dos Campos – SP - CNPJ
51.780.468/0002-68
USO SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO.
ESTA BULA FOI APROVADA PARA USO EMERGENCIAL PELA ANVISA EM XX/XX/XXXX.
VPS TV 1.0
1
IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO
vacina covid-19 (recombinante) suspensão para injeção
APRESENTAÇÃO
Suspensão para injeção em embalagem com 10 frascos-ampola multidose de 2,5 mL. Cada frasco-ampola contém 5
doses de 0,5 mL
USO INTRAMUSCULAR
USO ADULTO
COMPOSIÇÃO
Uma dose de suspensão para injeção de 0,5 mL contém Adenovírus tipo 26 que codifica a glicoproteína spike SARSCoV-2* (Ad26.COV2-S), não inferior a 8,92 log10 unidades infecciosas (Inf.U).
* Produzido na linha celular PER.C6 TetR e por tecnologia de DNA recombinante.
Excipientes: hidroxipropilbetaciclodextrina, ácido cítrico monoidratado, etanol*, ácido clorídrico, polissorbato 80,
cloreto de sódio, hidróxido de sódio, citrato trissódico di-hidratado e água para injetáveis.
*Cada dose (0,5 mL) contém aproximadamente 2 mg de etanol.
INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO?
Vacina covid-19 (recombinante) é indicada para:
• para imunização ativa para prevenir a COVID-19 causada por SARS-CoV-2 em indivíduos com 18 anos de
idade ou mais.
O uso desta vacina deve estar de acordo com as recomendações oficiais.
2. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?
A vacina faz com que o sistema imunológico (as defesas naturais do corpo) produza anticorpos e glóbulos brancos
especializados que atuam contra o vírus, dando proteção contra o COVID-19.
Nenhum dos ingredientes desta vacina pode causar COVID-19.
2
3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Este medicamento não deve ser usado se você é alérgico à substância ativa ou a qualquer um dos outros componentes
desta vacina (listados na seção “COMPOSIÇÃO”)
4. O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro antes de lhe ser administrada a vacina covid-19 (recombinante)
se:
• você já teve uma reação alérgica grave após a injeção de qualquer outra vacina;
• você já desmaiou após receber qualquer injeção;
• você está com uma infecção grave com temperatura elevada (acima de 38 °C). No entanto, você pode ser
vacinado se tiver febre baixa ou infecção das vias respiratórias superiores, como um resfriado
• você tem problemas de hemorragia ou hematomas, ou se está tomando um medicamento anticoagulante (para
prevenir coágulos sanguíneos)
• o seu sistema imunológico não funciona corretamente (imunodeficiência) ou está tomando medicamentos
que enfraqueçam o sistema imunológico (como corticosteroides em altas doses, imunossupressores ou
medicamentos para câncer).
Como acontece com qualquer vacina, a vacinação com a vacina covid-19 (recombinante) pode não proteger
totalmente todos aqueles que a recebem. Não se sabe por quanto tempo você estará protegido.
Crianças e adolescentes
A vacina covid-19 (recombinante) não é recomendada para crianças com menos de 18 anos. Atualmente, não há
informação suficiente disponível sobre o uso da vacina covid-19 (recombinante) em crianças e adolescentes com
menos de 18 anos de idade.
Outros medicamentos e a vacina covid-19 (recombinante)
Informe o seu médico ou farmacêutico se você tomou, está tomando ou pode vir a tomar medicamentos ou vacinas.
Gravidez e amamentação
Se você está grávida ou amamentando, se acredita que pode estar grávida ou planeja engravidar, consulte o seu médico,
farmacêutico ou enfermeiro antes de receber esta vacina.
3
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgiãodentista.
Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas
Alguns dos efeitos secundários da vacina covid-19 (recombinante) listados na secção “8. QUAIS OS MALES QUE
ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?” podem afetar temporariamente a sua capacidade de conduzir ou
utilizar máquinas. Espere até que esses efeitos desapareçam antes de dirigir ou usar máquinas.
A vacina covid-19 (recombinante) contém sódio
Este medicamento contém menos de 1 mmol de sódio (23 mg) por dose de 0,5 mL, ou seja, é praticamente “isento de
sódio”.
A vacina covid-19 (recombinante) contém etanol
Este medicamento contém 2 mg de álcool (etanol) em cada dose de 0,5 mL. A quantidade de etanol neste medicamento
é equivalente a menos de 1 mL de cerveja ou vinho. A pequena quantidade de álcool neste medicamento não terá
efeitos perceptíveis.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.
5. ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Mantenha esta vacina fora da vista e do alcance das crianças.
Conservar o frasco-ampola na embalagem original para proteger da luz.
O seu médico, farmacêutico ou enfermeiro é responsável pelo armazenamento desta vacina e pela eliminação correta
de qualquer produto não utilizado.
Conservação antes da primeira punção do frasco-ampola da vacina
Conservar os frascos-ampola, multidose, não perfurados, da vacina contra a vacina covid-19 (recombinante) entre 2
°C e 8 °C e proteger da luz. Não conservar congelado.
A vacina covid-19 (recombinante) da Janssen é inicialmente armazenada congelada pelo fabricante e, em seguida, 
4
enviada entre 2 °C e 8 °C. Se a vacina ainda estiver congelada após o recebimento, descongelar entre 2 °C e 8 °C.
Após ser descongelado, não voltar a congelar.
Conservação após a primeira punção do frasco-ampola da vacina
Após retirada a primeira dose, utilizar as doses do frasco imediatamente ou manter o frasco-ampola entre 2 °C e 8 °C
por até 6 horas. Eliminar o frasco-ampola se a vacina não for utilizada dentro deste prazo.
Não congele novamente a vacina depois de descongelada.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Aspecto físico
Suspensão injetável (injeção).
Suspensão incolor a ligeiramente amarela, límpida a muito opalescente.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma
mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
O seu médico, farmacêutico ou enfermeiro irá injetar a vacina no músculo, geralmente na parte superior do braço.
Uma dose única (0,5 mL) da vacina covid-19 (recombinante) é injetada.
Após a injeção, o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro irá vigiá-lo durante cerca de 15 minutos para monitorizar
os sinais de uma reação alérgica.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização desta vacina, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não
interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
5
7. O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?
Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.
8. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?
Como todas as vacinas, a vacina covid-19 (recombinante) pode causar efeitos secundários, embora nem todas as
pessoas os tenham. A maioria dos efeitos colaterais ocorre em 1 ou 2 dias após a vacinação.
Procure atendimento médico urgente se tiver sintomas de uma reação alérgica grave. Essas reações podem incluir uma
combinação de qualquer um dos seguintes sintomas:
• sensação de desmaio ou tontura
• mudanças no seu batimento cardíaco
• falta de ar
• respiração ofegante
• inchaço dos lábios, rosto ou garganta
• urticária ou erupção na pele
• náusea ou vômito
• dor de estômago.
Os seguintes efeitos colaterais podem acontecer com esta vacina.
Muito comum: podem afetar mais de 1 em 10 pessoas
• dor de cabeça
• náusea
• dores musculares
• dor no local da injeção
• sensação de muito cansaço
Comum: podem afetar até 1 em 10 pessoas
• vermelhidão no local da injeção
• inchaço no local da injeção
• arrepios
6
• dor nas articulações
• tosse
• febre
Incomum: podem afetar até 1 em 100 pessoas
• irritação na pele
• fraqueza muscular
• dor no braço ou perna
• sensação de fraqueza
• sensação de indisposição geral
• espirros
• dor de garganta
• dor nas costas
• tremor
• suor excessivo
Raro: podem afetar até 1 em 1.000 pessoas
• reação alérgica
• urticária
Desconhecido (não pode ser estimado a partir dos dados disponíveis)
• reação alérgica grave
Informe o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro se tiver algum efeito secundário que o incomode ou persista.
Comunicação de efeitos colaterais
Se tiver quaisquer efeitos secundários, fale com o seu médico, farmacêutico ou enfermeiro. Isso inclui quaisquer
possíveis efeitos colaterais não listados nesta bula. Você também pode relatar os efeitos colaterais diretamente através
do sistema nacional e incluir o número do lote, se disponível. Ao relatar os efeitos colaterais, você pode ajudar a
fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.
Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança
aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou 
7
desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.
9. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE
MEDICAMENTO?
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a
embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais
orientações.
DIZERES LEGAIS
MS – X.XXXX.XXXX
Farm. Resp.: Erika Diago Rufino - CRF/SP n° 57.310
Registrado por:
JANSSEN-CILAG FARMACÊUTICA LTDA.
Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2.041 – São Paulo – SP – CNPJ 51.780.468/0001-87
Fabricado por:
ASPEN SVP Pty Ltd – Port Elizabeth – África do Sul
OU
Fabricado por:
Catalent – Indiana LLC – Estados Unidos
OU
Fabricado e Embalado (embalagem primária) por:
Catalent – Indiana LLC – Estados Unidos
8
Embalado (embalagem secundária) por:
Packaging Coordinators LLC – Filadélfia – Estados Unidos
OU
Fabricado e Embalado (embalagem primária) por:
Grand River Aseptic Manufacturing (GRAM) - Grand Rapids – Estados Unidos
Embalado (embalagem secundária) por:
Packaging Coordinators LLC – Filadélfia – Estados Unidos
Importado por:
Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda. – Rodovia Presidente Dutra, km 154 – São José dos Campos – SP - CNPJ
51.780.468/0002-68
USO SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
VENDA PROIBIDA AO COMÉRCIO
Esta bula foi aprovada para uso emergencial pela ANVISA em XX/XX/XXXX.
VP TV 1.0

Portal da Transparência

Consulte informações sobre a transparência no município em tempo real.

topo